Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa Futuro tem leve queda e dólar sobe em meio a novos nomes da equipe de Bolsonaro e com disputa EUA-China

Semana é mais uma vez mais curta por conta do feriado no Brasil na próxima terça-feira, enquanto EUA terá a bolsa fechada na quinta

Jair Bolsonaro
(Valter Campanato/Ag. Brasil)

SÃO PAULO - O Ibovespa Futuro inicia a sessão desta segunda-feira (19) em leve queda após a forte alta de 3% da última sexta-feira, com o mercado de olho nas negociações entre China-EUA e nos novos nomes da equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Às 09h05 (horário de Brasília), o contrato do Ibovespa Futuro com vencimento em dezembro registrava baixa de 0,53%, a 88.360 pontos, enquanto o dólar futuro tinha leve alta de 0,15%, a R$ 3,752. 

Após as confirmações de Roberto Campos Neto como o novo presidente do BC e manutenção de Mansueto Almeida como secretário do Tesouro, que fez a bolsa disparar na sexta, na manhã desta segunda-feira foi confirmado o nome de Roberto Castello Branco para a presidência da Petrobras (PETR3;PETR4) - veja mais clicando aqui. Durante a semana, os investidores também ficarão de olho na cessão onerosa. Além disso, haverá o exercício de opções sobre ações na B3. 

 

Vale ressaltar que, mais uma vez, essa semana promete ser de menor liquidez para a Bolsa, uma vez que a B3 ficará fechada durante o feriado da Consciência Negra na próxima terça-feira (20), enquanto Wall Street estará fechado nesta quinta (22) devido ao feriado de Ação de Graças.

Bolsas mundiais

A sessão é mista na Europa e de alta para a Ásia, em meio às disputas comerciais que prosseguem entre EUA e China. O vice-presidente americano, Mike Pence, fez duras críticas à China em encontro no fim de semana, dizendo que os países devem evitar se endividar junto ao país asiático e que os EUA não estão com pressa em encerrar a guerra comercial.

Na sexta-feira (16), o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que poderá não impor mais tarifas a produtos chineses depois de Pequim enviar uma lista de medidas, numa indicação de que deseja superar as atuais divergências comerciais. O comentário gerou especulação sobre um possível acordo quando Trump se reunir com o presidente chinês, Xi Jinping, às margens de uma cúpula do G-20 a ser realizada na Argentina, no fim deste mês.

Aproveite as oportunidades da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!

 

Na Europa, atenção para o Reino Unido, com a libra em alta após a premiê Theresa May se preparando para apelar aos empresários por apoio no acordo do Brexit.

Agenda econômica da semana

A agenda de indicadores da semana é esvaziada com os feriados em São Paulo e nos Estados Unidos. No Brasil, o destaque fica para a divulgação da prévia da inflação, o IPCA-15, de novembro na sexta-feira (23). 

A estimativa da Rosenberg Associados é de inflação de 0,30%, em um movimento de desaceleração ante a alta de 0,58% em outubro. O destaque deve ficar com o arrefecimento do grupo Transportes, reflexo da tendência de queda observada sobre os combustíveis e pela deflação esperada para os preços de passagem aérea.

Aproveite as oportunidades da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!

Atenção também para os dados de arrecadação de impostos em outubro. A Rosenberg estima que a arrecadação tenha atingido R$ 128 milhões, o que corresponde ao crescimento real acumulado no ano de 5,6%. "Passada a paralisação de maio e seus efeitos adversos sobre a atividade econômica, os dados da arrecadação federal se acomodam ao cenário de crescimento mais comedido projetado para os últimos meses do ano", explica a Rosenberg, em relatório. 

No exterior, destaque para os dados preliminares da atividade na União Europeia, referentes a novembro, e dados de confiança e mercado imobiliário nos Estados Unidos. Para conferir a agenda completa de indicadores, clique aqui.

De olho em Petrobras

Roberto Castello Branco será o presidente da Petrobras, segundo afirmou em nota o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes. Guedes confirmou em nota que indicou ao presidente eleito, Jair Bolsonaro, a nomeação de Castello Branco como presidente da Petrobras e que ele aceitou o convite. Ivan Monteiro continua como presidente da Petrobras até a nomeação do novo presidente. 

Castello Branco tem tem doutorado em Economia pela FGV e pós-doutorado pela Universidade de Chicago. Uma de suas primeiras atuações profissionais foi como professor na Escola de Pós-Graduação em Economia da própria FGV.

Os investidores da Petrobras ainda aguardam possíveis desdobramentos sobre a cessão onerosa. A companhia pode receber uma bolada do governo federal caso seja aprovada a revisão do contrato, que está prevista para ser votada na próxima semana. Notícias recentes apontam que este valor deve chegar a R$ 30 bilhões.

Noticiário político

Além do nome da Petrobras, agora confirmado, outros nomes da equipe de Bolsonaro vêm sendo destacados nos jornais. O Estadão informa que nome para Ministérios das Minas e Energia deve ser definido esta semana. Entre os mais cotados estariam o ex-secretário executivo da pasta Paulo Pedrosa e diretor da CBIE, Adriano Pires. Segundo a Reuters, Pires tem conversado com equipe de Bolsonaro, mas disse que não houve qualquer convite ou sondagem formal para integrar governo.

Além disso, há conversas para que atual presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, vá para Banco do Brasil; neste caso, o comando da Caixa poderia ficar nas mãos de Rubem Novaes ou de Pedro Guimarães, explicou uma fonte ao jornal.

Nesta semana, Bolsonaro vai se revezar esta semana entre Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo. Ele desembarca amanhã cedo em Brasília, onde fica por três dias. Hoje, ele ainda permanece no Rio de Janeiro.

Um dos primeiros encontros de Bolsonaro na capital federal será, pela manhã, com o ministro da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário. Uma das propostas em análise pelo presidente eleito é incorporar parte da CGU ao Ministério da Justiça, pois assim ele acredita que será possível combater com mais eficiência a corrupção. Haverá também em Brasília reuniões com o ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, e representantes da Associação das Santas Casas do Brasil, no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB).

Esta semana, ele estará ainda com o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Raimundo Carreiro, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Na quarta-feira (21), há a previsão de o presidente eleito se reunir com os governadores eleitos e reeleitos do Nordeste. Na semana passada, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), confirmou o encontro. Segundo ele, os governadores da região têm pautas específicas para tratar com o governo federal.

Noticiário corporativo

Além do novo nome da Petrobras, outras notícias são destaque no radar corporativo. A Vale terá de indenizar em mais de R$ 100 milhões indígenas por impacto mineração Onça Puma. A IMC informou que a  Sapore planeja oferecer R$ 8,63 por ação em OPA.

No setor frigorífico, o Estadão informa que a Minerva quer vender boi vivo para o Irã em 2019. Já a Log pretende propor aumento de capital de até R$ 400 milhões. 

Aproveite as oportunidades da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!

 

 

Contato