Em mercados / acoes-e-indices

Após saltar mais de 1%, Ibovespa futuro cai por mau humor generalizado nas bolsas externas

Após a divulgação da pesquisa encomendada pela XP, o Ibovespa futuro disparou 600 pontos em 5 minutos

Jair Bolsonaro
(Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agencia Brasil )

SÃO PAULO - Após o pior pregão dos últimos dois meses com o mercado demonstrando sua decepção com o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) por suas declarações sobre reforma da previdência e privatizações, a Bolsa mostra recuperação antes do feriado nacional. 

Às 15h14 (horário de Brasília), o Ibovespa futuro caía 0,01%, a 83.545 pontos. O contrato de dólar futuro com vencimento em novembro tinha alta de 0,32%, cotado a R$ 3,769, e o dólar comercial subia 0,21%, para R$ 3,773.

O otimismo é guiado pelos números favoráveis ao candidato divulgados. Segundo o Datafolha, divulgado na noite de ontem, Bolsonaro abriu 16 pontos de diferença sobre Fernando Haddad (PT), e a pesquisa XP/Ipespe publicada nesta manhã mostra uma vantagem ainda maior, de 18 pontos. Após a divulgação da pesquisa encomendada pela XP, o Ibovespa futuro disparou 600 pontos em 5 minutos.

Vale lembrar que a volatilidade dos negócios deve ser elevada durante o pregão pré-feriado e vencimento de opções sobre ações na segunda-feira (15) e de opções sobre Ibovespa na quarta-feira (17) com os investidores montando suas posições.

O Ibovespa Futuro é um bom termômetro de como será o pregão, mas nem sempre prevê adequadamente movimentos na Bolsa a partir do sino de abertura

Bolsas mundiais

As bolsas asiáticas encerraram em forte queda e o principal índice de Xangai derreteu mais de 5%  diante de receios relacionados à guerra comercial com os Estados Unidos. Cerca de 1.000 ações chinesas atingiram seu limite de baixa.

A temperatura da guerra comercial aumentou após a Fastenal, distribuidora de produtos industriais e para construção, informar que a taxação da China está prejudicando consumidores. Nesse sentido, as bolsas europeias e os índices futuros em Wall Street também operam em queda após o S&P registrar na véspera seu pior pregão desde fevereiro. 

Proteja seus investimentos com a melhor assessoria do mercado: abra uma conta de graça na XP!

O dólar recua ante maioria das moedas, apesar das perdas das bolsas e também das commodities. Os preços petróleo registrar seu segundo dia de baixa consecutiva devido ao sentimento mais pessimista do investidor por conta de um relatório da indústria mostrando os estoques de petróleo dos EUA subindo mais do que o esperado. O cobre e o níquel também recuam.

Pesquisas eleitorais

Na primeira pesquisa eleitoral de segundo turno, publicada nesta quarta-feira (10), o Datafolha mostrou uma larga vantagem para Jair Bolsonaro (PSL) contra Fernando Haddad (PT). O deputado aparece com 58% dos votos válidos, contra 42% para o petista.

O levantamento exclui os votos brancos, nulos e os eleitores indecisos, que é a forma como a Justiça Eleitoral considera oficialmente. No primeiro turno, Bolsonaro teve 46% dos votos válidos, enquanto Haddad registrou 29%. Veja aqui a pesquisa completa. 

Segundo pesquisa XP/Ipespe, realizada em 8 e 9 de outubro, o parlamentar agora conta com 59% das intenções de votos válidos, contra 41% de seu adversário. Em nenhum momento da série histórica deste levantamento a vantagem foi tão grande a favor de Bolsonaro como é hoje. Veja aqui a pesquisa completa. 

Noticiário político

Após divulgação do Datafolha, Haddad disse que não é impossível tirar 8 pontos do rival e equilibrar a disputa, segundo o jornal Folha de S. Paulo. Haddad recebe mais votos dos eleitores de Ciro e Marina, enquanto Bolsonaro conquista mais dos apoiadores de Alckmin e Amoedo. 

Com parte da estratégia da campanha petista, o partido reduziu o vermelho nas cores de seu material de propaganda e tirou Lula das peças, sugerindo uma tentativa de proteger o candidato do sentimento antipetista em parte da população. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o PT busca apoio velado do centrão e em troca ofereceria espaço no governo. No caso do DEM, Haddad pode oferecer apoio a Rodrigo Maia na disputa pela Câmara dos Deputados.

Do outro lado da disputa, a Folha aponta que a campanha de Bolsonaro busca o eleitorado do Nordeste para manter a liderança nas pesquisas. Um exemplo desse aceno aos nordestinos é a criação do 13º salário do Bolsa Família. É nos estados do Nordeste que se encontram o maior número de beneficiários do programa. 

Noticiário corporativo

A Petrobras, por meio de sua subsidiária Petrobras America Inc (PAI),  anunciou na noite de ontem que formará uma joint venture com a empresa americana Murphy para atuar na área de exploração de petróleo e gás natural no Golfo do México. A Murphy será a operadora com 80% de participação enquanto a subsidiária da Petrobras terá 20%.

Também no radar de Petrobras, a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) indeferiu recurso da companhia e manteve a decisão de não pagar à estatal subsídios relativos à primeira fase do programa de subvenção ao diesel. A petroleira esperava receber cerca de R$ 60 milhões da agência referentes ao período de 30 de maio a 7 de junho.

Outra notícia que deve impactar os papéis da Petrobras foi a declaração feita por Gustavo Bebianno, presidente do partido de Jair Bolsonaro, o PSL, que afirmou que não pretende privatizar a companhia no curto prazo, mas que não descarta essa possibilidade mais para frente, após um processo de saneamento geral da estatal.

A Suzano Papel e Celulose protocolou na última terça-feira na Comissão Europeia o pedido de análise da transação, que pode ser concluída ainda em 2018. Aprovada pelo órgão antitruste europeu, a decisão poderá ser conhecida em 35 dias úteis.

Apesar de terem posições minoritárias na Embraer, a Previ, fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil) e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico) terão um papel decisivo na assembleia de acionistas que aprovará - ou não - a venda da divisão de aviação comercial para a Boeing.

De acordo com o jornal Valor Econômico, ambas poderão atuar com quase 30% dos votos (ou até mais) na assembleia, que deve acontecer em dezembro, apesar de só terem 3,91% e 5,37%, respectivamente.

Proteja seus investimentos com a melhor assessoria do mercado: abra uma conta de graça na XP!

A Gafisa divulgou ontem a prévia dos resultados operacionais do terceiro trimestre de 2018. No período, a companhia lançou apenas um projeto no valor de R$ 71,1 milhões. De acordo com a construtora, o menor volume de lançamentos no trimestre é efeito da “estratégia da Gafisa em focar os lançamentos dos projetos no primeiro semestre do ano, devido às incertezas macroeconômicas do mercado brasileiro”.

Na opinião do Itaú BBA, após entregar um sólido primeiro semestre, a Gafisa diminuiu os seus lançamentos no último trimestre e apresentou um volume de vendas “mais leves”. A notícia deve ser vista como neutra para o mercado.

A Cemig GT comunicou ontem que ultrapassou, de forma excepcional e momentânea, a franquia de montante de investimentos passíveis de serem efetuados pela empresa, dentro da cláusula de limitações de pagamentos restritos prevista na emissão de bonds no valor de R$ 1,5 bilhão, com vencimento em 5 de dezembro de 2024.

O Itaú BBA elaborou relatório em que reforça a recomendação de Outperform (performance acima da média do mercado) para os papéis de Randon e introduz o preço-alvo de R$ 10 para 2019.

A Even Construtora e Incorporadora divulgou a prévia de seus resultados operacionais do terceiro trimestre de 2018. No período foram lançados dois empreendimentos que totalizaram R$ 128 milhões. As vendas líquidas somaram R$ 264 milhões, dos quais R$ 87 milhões referem-se às vendas dos lançamentos do trimestre.

De acordo com a Bloomberg, o JP Morgan optou por rebaixar os papéis de B3 para 'neutra', estimando um preço-alvo de R$ 26.

 

Contato