Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa Futuro sobe com bom humor externo e digerindo mais uma pesquisa eleitoral

Semana também será marcada por uma agenda cheia do lado dos indicadores econômicos

Urna eletrônica
(José Cruz/Agência Brasil)

SÃO PAULO - Os contratos futuros do Ibovespa com vencimento em outubro subiam 0,40%, aos 77.300 pontos, às 9h14 (horário de Brasília) desta segunda-feira (27), acompanhando o bom humor do mercado internacional, com progressos das negociações entre EUA e México sobre o NAFTA, como de olho no cenário eleitoral, com mais uma pesquisa divulgada nesta manhã.

Foi publicada a pesquisa feita para o BTG Pactual pelo instituto FSB com 2.000 entrevistados em todo o Brasil e mostrou o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) na liderança das intenções de voto em um cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Bolsonaro possui 24% das intenções de voto, sendo seguido por Marina Silva (Rede), que conta com 15%. Geraldo Alckmin (PSDB) tem 9% dos votos, seguido por Ciro Gomes (PDT) com 8% e o provável substituto de Lula na disputa, Fernando Haddad (PT). O ex-prefeito de São Paulo tem 5% das intenções de voto. João Amoêdo (Novo) tem 4%, Alvaro Dias (PODE) tem 3%, enquanto Henrique Meirelles (MDB), Guilherme Boulos (PSOL) e Cabo Daciolo (PATRI) possuem 1%.

Ao fazer um cruzamento entre quem vota em Lula com a mudança de voto com um cenário sem o petista, a pesquisa mostra que a maior transferência de votos se dá para Marina Silva, com 17%, enquanto Haddad aparece com 12%. Bolsonaro, Alckmin e Ciro aparecem empatados com 9%. Alvaro Dias, Boulos e Meirelles aparecem com 1%.

Veja mais
Bolsonaro lidera com 24% em cenário sem Lula, aponta pesquisa; Marina possui 15% dos votos
- Bolsonaro, Alckmin e Haddad: Quais são as vantagens e fragilidades de cada um dos favoritos ao segundo turno?

Além disso, devem ocorrer ainda divulgações das pesquisas Ibope regionais e o mercado se prepara também para as sabatinas, como ao início da campanha eleitoral na televisão e no rádio. Nesta segunda-feira começa a série de entrevistas do Jornal Nacional com os candidatos à presidência, sendo que Ciro Gomes será o primeiro entrevistado. Na terça-feira (28) será a vez de Jair Bolsonaro, enquanto Geraldo Alckmin e Marina Silva fecham o ciclo de entrevista, com as respectivas participações na quarta-feira (29) e quinta-feira (30). As entrevistas começam a partir das 20h30 e terão duração de 25 minutos.

Por fim, na sexta-feira (31), tem início a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV. O espaço que cada partido terá pode ser decisivo para uma melhora de intenção de votos de alguns candidatos, como Geraldo Alckmin (PSDB), que, em função da coligação com os partidos do "Centrão", terá pouco mais de 40% do tempo na propaganda gratuita.

Na expectativa pelos eventos políticos, os contratos futuros de dólar com vencimento em outubro registravam baixa de 0,30%, aos R$ 4,095, enquanto os juros futuros com vencimento em janeiro de 2021 e 2023 marcavam ligeira queda de 4 pontos-base, aos 9,63% e 11,20%, respectivamente.

Clear oferece a menor corretagem do Brasil; Clique aqui e abra sua conta

Bolsas mundiais

As bolsas na Europa e os índices futuros norte-americanos avançam com o avanço das negociações entre EUA e México sobre os avanços das negociações sobre os rumos do NAFTA. No último domingo (26), o ministro da economia mexicano, Ildefonso Guajardo, afirmou que os países estão próximos de resolver as diferenças sobre o acordo comercial. No sábado, Donald Trump afirmou que poderia chegar logo a um grande acordo comercial com o vizinho.

O preço do petróleo WTI tem leve alta, sustentando os US$ 68, com declínio das perfurações nos EUA. A bolsa de metais em Londres não opera devido ao feriado e o cobre opera estável em Nova York. Na China, os preços do minério de ferro recuam.

Às 9h14, este era o desempenho dos principais mercados internacionais:

*S&P 500 Futuro (EUA) +0,29%

*Dow Jones Futuro (EUA) +0,38%

*Nasdaq Futuro (EUA) +0,41%

*DAX (Alemanha) +0,61%

*FTSE (Reino Unido) +0,19%

*CAC-40 (França) +0,48%

*FTSE MIB (Itália) -0,61%

*Hang Seng (Hong Kong) -0,43% (fechado)

*Xangai (China) +0,18% (fechado)

*Nikkei (Japão) +0,85% (fechado)

*Petróleo WTI +0,03%, a US$ 68,74 o barril

*Petróleo brent +0,01%, a US$ 75,83 o barril

*Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa chinesa de Dalian -2,24%, a 479,00 iuanes (nas últimas 24 horas) 

*Bitcoin -1,09%, R$ 26.705 (confira a cotação da moeda em tempo real)

Agenda de indicadores

O principal indicador que será divulgado no Brasil nesta semana será o PIB do segundo trimestre, na sexta-feira (31). A GO Associados projeta ligeira retração de 0,1% ante o primeiro trimestre do ano, reflexo da greve dos caminhoneiros. "Pela ótica da oferta, a agropecuária deve mostrar crescimento, enquanto a indústria deve registrar o pior desempenho. Do lado da demanda, apenas consumo das famílias e do governo devem mostrar ligeiro crescimento, enquanto investimento, exportações e importações devem vir em queda", explicam os economistas.

Para o período atual, a GO projeta crescimento da economia em virtude da baixa base de comparação, mas não deve alterar a tendência de uma recuperação lenta no segundo semestre, em função da perda de confiança pós-greve e do cenário interno (eleições) e externo (guerra comercial) conturbado, levando a um crescimento do PIB de 1,4% no ano. Destaque ainda para o resultado de julho da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), divulgado pelo IBGE na quinta-feira (30). A taxa de desemprego deve ficar estável em 12,4% no trimestre encerrado em julho, segundo a GO Associados, que diz ainda que os dados devem continuar mostrando um cenário de fraco crescimento do pessoal ocupado, especialmente com carteira assinada.

No mesmo dia, a Secretaria do Tesouro Nacional informa o resultado fiscal de julho do governo central, que inclui o Tesouro Nacional, o Banco Central e a Previdência. A GO Associados estima déficit primário de R$ 12,9 bilhões no mês levando a um resultado negativo de R$ 94 bilhões em 12 meses. Na sexta-feira (31), o Banco Central divulga a Nota de Política Fiscal de julho, com o resultado fiscal do setor público consolidado, que inclui o governo central, Estados e municípios. A GO Associados estima déficit<br>primário de R$ 10,2 bilhões no mês, reflexo do resultado negativo esperado para o governo federal. A dívida bruta, por sua vez, deve continuar em alta, e atingir 77,3% do PIB.

No exterior, o dado mais importante será a segunda estimativa do PIB do segundo trimestre dos Estados Unidos na quarta-feira (29). Um dia antes, saem os números da sondagem de confiança do consumidor. Serão divulgados ainda os índices de preços do PCE (Personal Consumption Expenditure) e os pedidos de seguro-desemprego na quinta-feira (30).

Noticiário corporativo

A Vale limitará a sua produção anual de minério de ferro a 400 milhões de toneladas, informou o presidente da empresa, Fábio Schvartsman, ao jornal Estado de S. Paulo em entrevista publicada no domingo. De acordo com o executivo, a empresa tem capacidade para produzir até 450 milhões de toneladas anualmente, mas só usará essa capacidade extra no caso de aumento dos preços do minério.

O diretor-presidente do Grupo Pão de Açúcar, Peter Estermann, disse ao jornal francês Les Echos que o GPA não está negociando com a Amazon a venda da Via Varejo. 

A ANP (Agência Nacional de Petróleo e Gás) interditou a refinaria Replan, da Petrobras, para evitar novos acidentes. Para o retorno das operações, a companhia deve encaminhar à agência documentos e informações que comprovem condições de segurança adequadas. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a Petrobras mantém o plano de retomar a operação da refinaria Replan, nos próximos dias, mesmo após decisão da ANP.

Os acionistas minoritários da National Beef, que detêm 49% das ações da Marfrig, receberam o direito de vendê-las para a empresa pelo “valor justo” a partir de 2023. A opção de venda, que pode vir a custar bilhões de reais, não estava em nenhum dos documentos divulgados pela empresa. Reportagem do Valor Econômico aponta que a Andrade Gutierrez desistiu de vender a CCR. 

O Ibovespa Futuro é um bom termômetro de como será o pregão, mas nem sempre prevê adequadamente movimentos na Bolsa a partir do sino de abertura

 

Contato