EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados / acoes-e-indices

Pesquisa eleitoral anima o mercado e Ibovespa sobe puxado pelas estatais

Crescimento inesperado de Alckmin gera euforia entre os investidores; economia dos EUA cresce 4,1% na primeira prévia do segundo trimestre

trader na Bolsa de Nova York
(Brendan McDermid/Reuters)

SÃO PAULO - O Ibovespa subia 0,95%, aos 80.160 pontos, às 11h09 (horário de Brasília) desta sexta-feira (27), com os investidores animados após divulgada a última pesquisa eleitoral XP/Ipespe publicada nesta manhã, com Geraldo Alckmin (PSDB) atingindo seu maior patamar já registrado em intenções de voto em mais de dois meses, o que acaba refletindo positivamente na estatais. Além disso, vale destacar o resultado do PIB (Produto Interno Bruto) dos EUA e os impactos da temporada de resultados.

Pesquisa eleitoral

Na semana em que formalizou uma aliança com os partidos do chamado "blocão" (DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade) para sua candidatura à presidência da República, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) atingiu seu maior patamar já registrado em intenções de voto em mais de dois meses. É o que mostra pesquisa feita pelo Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas) entre 23 e 25 de julho, a décima por encomenda da XP Investimentos. O estudo está registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) pelo código BR-07756/2018 e tem margem máxima de erro de 3,2 pontos percentuais, para cima ou para baixo.

Segundo o levantamento, o tucano chega a marcar 10% em dois dos quatro cenários de primeiro turno testados e não aparece mais numericamente atrás do ex-governador do Ceará Ciro Gomes, nome recém-confirmado pelo PDT para a disputa. É a primeira vez que isso ocorre nas pesquisas XP/Ipespe, realizadas semanalmente desde 15 de maio. Excluindo a simulação que considera a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (tida como improvável), Alckmin ocupa a segunda posição no primeiro turno em todos os demais cenários, tecnicamente empatado com outros candidatos, mas numericamente atrás da ex-senadora Marina Silva (Rede).

Veja mais:
- Alckmin cresce no Sudeste e chega a 10% pela primeira vez, mostra XP/Ipespe
- Por que Alckmin cresceu na pesquisa XP/Ipespe?
- Ações vão de alta de 4% a baixa de 6% em reação a balanços; Petrobras e Vale sobem 1%

Contribuiu para a melhora do desempenho do tucano, dentro da margem de erro, em todos os cenários avaliados, um apoio maior entre eleitores do Sudeste, com maior nível de escolaridade e no grupo com idade entre 35 e 54 anos. Para exemplificar, na simulação que considera o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) candidato, as intenções de voto de Alckmin no Sudeste foram de 12% uma semana atrás para 15%. Entre eleitores com Ensino Superior, o tucano foi de 8% para 13%, ao passo que no grupo com Ensino Médio completo, seu desempenho foi de 6% para 8%. Veja os detalhes dos votos de cada candidato clicando aqui.

Com o tucano ganhando força, as estatais estão entre os destaques de alta do mercado, lideradas pelos papéis do Banco do Brasil (BBAS3) e Petrobras (PETR4). Além disso, as ações da Vale (VALE3) seguem com seu rali de alta, por sua vez impulsionadas pela forte alta do minério de ferro na China, com os contratos futuros subindo 4%.

Clear oferece a menor corretagem do Brasil para você investir; Clique aqui e abra sua conta

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

C?d. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 CSNA3 SID NACIONALON 8,97 +3,58 +7,04 38,45M
 VVAR11 VIAVAREJO UNT N2 20,77 +2,47 -15,02 12,21M
 SANB11 SANTANDER BRUNT 35,95 +2,42 +15,65 11,41M
 GOAU4 GERDAU MET PN 7,69 +2,26 +33,50 11,09M
 ECOR3 ECORODOVIAS ON 8,35 +2,20 -29,47 3,17M

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

C?d. Ativo Cot R$ % Dia % Ano Vol1
 RENT3 LOCALIZA ON 24,82 -2,40 +12,77 53,22M
 USIM5 USIMINAS PNA 8,95 -1,97 -1,22 63,61M
 FLRY3 FLEURY ON 27,42 -1,69 -4,83 5,43M
 SBSP3 SABESP ON 25,59 -1,31 -23,24 3,70M
 BRKM5 BRASKEM PNA 51,35 -1,16 +24,94 4,74M
* - Lote de mil a??es
1 - Em reais (K - Mil | M - Milh?o | B - Bilh?o)

PIB dos EUA

A economia dos Estados Unidos cresceu 4,1%, em taxa anualizada, na primeira prévia do PIB refente ao segundo trimestre deste ano, segundo dados do Departamento de Análise Econômica norte-americano publicado na manhã desta sexta-feira. O resultado foi o melhor para um período de três meses desde 2014, com destaque para o forte aumento das exportações, que tiveram alta de 9,3%.

O resultado ficou ligeiramente abaixo do esperado pelo mercado, uma vez que os analistas projetavam crescimento de 4,2% na comparação trimestral. Além disso, foi realizada uma revisão do PIB do primeiro trimestre de um crescimento de 2% para 2,2%.

Temporada de resultados

A Usiminas (USIM5) teve no segundo trimestre prejuízo de R$ 19 milhões, revertendo lucro de R$ 175,7 milhões em igual período de 2017 em meio à alta de 61,4% das despesas financeiras, para R$ 276,5 milhões, que superou o lucro operacional, que somou R$ 209 milhões, queda de 43%. O resultado financeiro foi influenciado negativamente pela queda do real ante o dólar no período, levando a perdas com variação cambial de R$ 150 milhões, alta de 94%.

De acordo com o BTG Pactual, o resultado da Usiminas foi mais fraco, abaixo das expectativas, mas também bem poluído. O Ebitda veio em R$ 519 milhões, 4% abaixo da estimativa do banco sendo que, ajustado por não recorrentes, resultado melhora mas ainda fica aquém do potencial em R$ 581 milhões. Os preços de aço vieram melhores, com receita por tonelada doméstica subindo 7% na base trimestral; porém, os volumes decepcionaram com queda de 10% na base trimestral e 5% abaixo das estimativas do banco (naturalmente impactadas fortemente pela greve dos caminhoneiros).

A Lojas Renner (LREN3) registrou um lucro líquido de R$ 274,7 milhões no segundo trimestre deste ano, um avanço de 41,9% em comparação ao resultado do mesmo período do ano passado. Segundo a empresa, o número refletiu melhoras operacionais que elevaram a margem bruta, combinada a menor despesas financeiras e depreciação. No mesmo setor, a Cia. Hering (HGTX3) divulgou, na noite de quinta-feira, seus resultados para o segundo trimestre de 2018, reportando queda nas principais linhas do balanço, em comparação ao mesmo período do ano passado. Para a equipe do Bradesco, a Hering sofreu mais do que suas concorrentes no período, devido ao seu modelo de vendas a lojas multimarcas - na visão do Brasil Plural, é algo que “a empresa parece ainda estar tentando consertar”.

A Localiza (RENT3) registrou lucro líquido de R$ 141,9 milhões no segundo trimestre de 2018, valor 9,7% maior que os R$ 129,3 milhões apurados um ano antes. No acumulado do primeiro semestre, o lucro da companhia chegou a R$ 317,9 milhões, um crescimento de 27,4% em relação ao ano passado. Segundo o Itaú BBA, a companhia registrou forte crescimento, mas os números foram afetados pela greve dos caminhoneiros e por provisões adicionais para a participação nos lucros. Vale mencionar que (i) ajustados os números da Localiza para eventos pontuais, o lucro esteve alinhada com a projeção do banco e o EBITDA foi 3% superior ao esperado; (ii) A receita no segmento de aluguéis aumentou 41,3%: o volume cresceu 47,9% e os preços recuaram 6,2%; e (iii) O forte crescimento e o aumento do capital de giro levaram a um aumento na relação dívida líquida / Ebitda.

IMTV

O programa Conexão Brasília desta semana recebe Luri Pitta, jornalista e mestre em administração pública e governo pela FGV-SP. Ele foi repórter e editor de Política no jornal O Estado de S.Paulo e hoje é diretor da Analítica Comunicação Corporativa.

Na pauta, destaque para a aliança firmada entre Geraldo Alckmin e o "blocão" e os obstáculos ao acordo nos estados. Também são assunto do bate-papo a saga dos vices e a estratégia adotada pela defesa do ex-presidente Lula na Justiça Eleitoral a quase dois meses do primeiro turno. O programa será transmitido ao vivo pela InfoMoneyTV e pelo Facebook a partir das 14h45 (horário de Brasília).

Cenário político

A corrida por vices segue como destaque no noticiário. Segundo a Folha de S. Paulo, após a recusa de Josué Alencar, o centrão já abre a possibilidade para Geraldo Alckmin escolher um candidato em uma legenda fora do grupo, a única questão é que haveria poder de veto ao nome por parte do bloco. Um dos nomes citados por integrantes do centrão, mas que é praticamente impossível de aceitar o cargo é o presidenciável Alvaro Dias.

Enquanto isso, dirigentes do PT já começam a dar como remotas as chances do partido fazer algum tipo de aliança com o PSB para as eleições. A avaliação é que a sigla deve apoiar Ciro Gomes para presidente e ainda levar junto o PCdoB.

Contato