Em mercados / acoes-e-indices

Petrobras capta US$ 2,5 bi e Vale é elevada pelo Itaú BBA; confira mais 14 notícias

Em destaque, a Petrobras informou a precificação dos títulos em dólares com vencimento em 100 anos; já segundo o Valor, os bancos interessados em comprar o HSBC são o Bradesco e o Santander

Petrobras
(Bloomberg)

SÃO PAULO - A semana é mais curta por conta do feriado de Corpus Christi, mas o noticiário segue bastante movimentado para as empresas nesta terça-feira. Em destaque, a Petrobras (PETR3PETR4) informou a precificação dos títulos em dólares com vencimento em 100 anos emitidos através da sua subsidiária integral Petrobras Global Finance B.V.e com garantia incondicional da Petrobras. A conclusão da operação está prevista para ocorrer em 05 de junho de 2015. A companhia emitiu US$ 2,5 bilhões em títulos e ofereceu os papéis com desconto, a 81% do valor de face e cupom de 6,85% ao ano. A demanda chegou a US$ 13 bilhões e, com a forte procura, o retorno dos papéis que era estimado em 8,85% ao ano caiu para 8,45% ao ano.

Destaque ainda para a fala da diretora-geral da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis) Magda Chambriard em Londres sobre a 13ª Rodada de Licitações. Ela destacou que a produção do pré-sal está crescendo rapidamente e afirmou que as companhias devem apoiar regra de conteúdo local. Chambriard vê os contratos da 13ª rodada sendo assinados entre novembro e dezembro. 

A estatal informou ainda que a Petrobras Distribuidora concluiu ontem financiamento com prazo de cinco anos via notas de crédito à exportação junto ao Banco Bradesco no montante de R$ 3 bilhões. Segundo a estatal, essa operação é o resultado da evolução das negociações entre a Petrobras e o Bradesco e substitui a operação de "limite de financiamento pré-aprovado" (standby), conforme anunciado pela companhia em 17 de abril de 2015.

Além disso, a estatal comunicou que o poço conhecido como Poço Verde 4, situado na concessão BM-SEAL-4, constatou uma nova acumulação de petróleo em águas ultraprofundas da Bacia de Sergipe. Segundo o comunicado, os reservatórios, portadores de petróleo leve, de maior valor de mercado, possuem espessura total de 85 metros e boas condições de porosidade e permeabilidade. 

Vale
A Vale (VALE3;VALE5) teve a sua recomendação elevada de underperform (desempenho abaixo da média) para marketperform (desempenho em linha com a média) pelo Itaú BBA. Em relatório, os analistas Marcos Assumpção, André Pinheiro e Daniel Sasson destacam que a posição "mais construtiva" para a mineradora deriva do término da tendência de revisões negativas de balanços, risco de endividamento sob controle e melhora a caminho no fluxo de caixa livre a partir de 2017.

O banco definiu ainda um novo preço-alvo no final de 2015, de US$ 7 por ADR (American Depositary Receipt) da companhia. 

“Desde o nosso downgrade em 1 de março, as ações da Vale caíram 15% (em dólares) e agora acreditamos que o cenário é mais claro para Vale, com maior visibilidade sobre a faixa de preços do minério de ferro (US$ 50-60/t) e uma estrutura de custos mais enxuta, que provavelmente gererão margem positiva na operação de minério”, destacam os analistas.

O Itaú BBA prevê um Ebitda de US$ 7,7 bilhões no final de 2015 e de US$ 8,8 bilhões no fim de 2016. Já a taxa de câmbio média está em R$ 3,08 para 2015 e R$ 3,30 em 2016. Já a previsão do minério de ferro está em US$ 57 a tonelada no final de 2015 e US$ 55 a tonelada no fim de 2016, além de US$ 60 a tonelada no longo prazo. 

Entre 2015 e 2016, a venda de ativos pode somar de US$ 6 bilhões a US$ 8 bilhões. E o desinvestimento pode ser maior com venda ou IPO da unidade de fertilizantes e metais básicos, mas que é “improvável com preços baixos do níquel”.

“Acreditamos que o interesse dos investidores pela Vale tende a aumentar conforme o projeto S11D for reduzindo o risco e com maior clareza sobre a perspectiva de preço do minério”.

Bradesco e Santander
Segundo informações do jornal Valor Econômico, os bancos interessados em comprar o HSBC Brasil entregaram as suas propostas indicativas de preço na semana passada. O jornal apurou que pelo menos o Bradesco (BBDC4) e o Santander Brasil (SANB11) fizeram ofertas pela subsidiária. 
 

Elétricas
Segundo coluna Radar on-line, da Veja, as distribuidoras de energia já estariam se movendo para pedir uma nova ajuda financeira ao governo. 

Eletrobras
Os trabalhadores da Eletrobras (ELET3ELET6) iniciaram na última segunda-feira, 1, uma paralisação por tempo indeterminado. Eles pedem o pagamento de participações nos resultados, apesar do prejuízo registrado pela companhia de R$ 3 bilhões em 2014. Assim como os sindicatos de trabalhadores da Petrobras, as representações de trabalhadores do sistema elétrico argumentam que as metas operacionais foram alcançadas e, por isso, teriam direito ao pagamento. 

Cosan Limited
A Cosan (CSAN3) informou ontem que sua holding, Cosan Limited, terá Paula Kovarsky, ex-analista do Itaú BBA, no cargo de diretora de relações com investidores, reportando-se a Marcelo Martins, que permanecerá no cargo de diretor financeiro.  

Eztec
A Eztec (EZTC3) anunciou nesta noite o lançamento das duas últimas fases do projeto Jardins do Brasil, localizado em Osasco, na região metropolitana de São Paulo. A fase Noronha contará com duas torres residenciais, totalizando 1.059 unidades de médio-alto padrão, com um VGV (Valor Geral de Vendas) total de R$ 348,5 milhões. A fase Atlântica contará com duas torres residenciais, totalizando 386 unidades de médio-alto padrão, com um VGV total de R$ 263,4 milhões. 

Valid
A Valid (VLID3) comunicou nesta segunda-feira que, após reunião do conselho de administração realizada hoje, Antônio Batista Coury foi eleito para o cargo de diretor financeiro da companhia. Nos últimos dois anos, atuou como sócio diretor da Bozano Investimentos, na área de fundos estruturados. Adicionalmente, Diogo Lisa de Oliveira assume posição de membro efetivo do conselho fiscal. 

Cyrela
A Cyrela (CYRE3) fará resgate antecipado de debêntures da 6ª emissão em 16 de junho. As debêntures serão resgatadas pelo saldo de seu valor nominal unitário não amortizado, acrescido da remuneração, calculada pro rata temporis desde a data do último pagamento até a data do resgate antecipado, acrescido de prêmio, de acordo com o item 5.2.3 da Escritura de Emissão.

Celg-D 
A Companhia Energética de Goiás Distribuição, a Celg-D, (GPAR3) pode ser vendida por R$ 4 bilhões a R$ 5 bilhões em 2015, disse uma pessoa da área econômica a par das discussões para a Bloomberg.

A privatização da Celg Distribuição faz parte da estratégia do governo de atingir o superávit primário do governo de 1,1% do PIB, afirma a fonte. Com a operação, entrariam nos cofres do Tesouro Nacional R$ 1,5 bilhões a R$ 2 bilhões em 2015.

Dimed
A distribuidora de medicamentos Dimed (PNVL3) aprovou programa de recompra de até 113.236 ações, o que equivale a 10% das ações ordinárias em circulação no mercado, com prazo de 180 dias, a contar do dia 1° de junho. As operações serão intermediadas pela Bradesco Corretora. 

Correção: Tec Toy
Vendo suas ações valerem 1 centavo na Bolsa há pelo menos 4 meses, a Tec Toy (TOYB3TOYB4) convocou seus acionistas para uma assembleia no dia 17 de junho para realizar um grupamento colossal de suas ações, na razão de 1 milhão em um lote de mil ações. Ou seja, se a operação for aprovada, as ações sairão de R$ 0,01 e passarão a valer R$ 10 cada.

Refinaria de Petróleo de Maguinhos
A Refinaria de Petróleo de Manguinhos (RPMG3) comunicou o pedido de renúncia do atual diretor de relações com investidores Ronaldo de Almeida Nobre, elegendo como sucessor Paulo Henrique Oliveira de Menezes, que passará a exercer as funções inerentes ao cargo de diretor de relações com investidores.  

Santos Brasil
A Santos Brasil (STBP11) suspende cassação da SBPar no Tecon Santos. A companhia informou que obteve tutela antecipada em ação ordinária, promovida em face da União Federal, com o objetivo de, entre outros pedidos feitos, suspender, imediatamente, a eficácia de decisão administrativa da Receita Federal do Brasil de cassar a autorização de alfandegamento concedida à SBPar no Tecon Santos.

O processo administrativo instaurado pela Alfândega de Santos, que resultou na decisão que se pretende desconstituir judicialmente, teve origem em supostas práticas irregulares isoladas de um ex-empregado da Companhia, com as quais a Companhia e seus administradores jamais coadunaram. Assim, a decisão proferida no processo administrativo justifica que esta seja submetida à apreciação no âmbito da ação ordinária acima referida.

Usiminas
A Usiminas (USIM5) informou que a Pzena agora possui 11,47% das preferenciais da companhia siderúrgica. 

Eletropaulo
A Eletropaulo (ELPL4) comunicou que a agência de classificação de risco Standard & Poor's reafirmou o rating da companhia em BB em escala global e brAA- em escala nacional, com a perspectiva se mantendo em negativa.

A expectativa é de que as métricas de crédito da companhia comece a se recuperar na segunda metade de 2015 em meio ao significativo aumento na tarifa em março de 2015 e com o quarto ciclo de revisão tarifária em julho em 2015.

 

Contato