Em mercados / acoes-e-indices

Ibovespa mal sai do zero-a-zero, mas 27 ações oscilam forte; confira

Em dias como esse, é muito comum ver ativos pulando ou caindo com bastante facilidade por conta da falta de liquidez

Eike Batista entrevista
(Divulgação)

SÃO PAULO - Dia de pouquíssima volatilidade no Ibovespa, que praticamente não saiu do zero-a-zero, antes de fechar em queda de 0,02%, aos 56.395 pontos. Nesta segunda-feira (27), o feriado nos Estados Unidos e no Reino Unido reduziu drasticamente o volume, fazendo com que a volatilidade fosse diminuída. 

Em dias como esse, é muito comum ver ativos pulando ou caindo com bastante facilidade. Sem liquidez, quando um grande acionista deseja vender parte de sua posição, ele precisa "limpar" o book de ofertas para conseguir fechar suas ofertas. Por conta disso, em dias sem investidores estrangeiros, são as empresas de menor liquidez que lideram as oscilações, já que começam a se comportar como small caps. 

Esse movimento mostra a importância dos investidores estrangeiros para a BM&FBovespa: em abril, eles responderam por cerca de 43% de todo o volume do mercado nacional. Tradicionalmente, há muitos investidores que acreditam que são os estrangeiros que definem a movimentação da bolsa. Quando eles estão aumentando suas posições compradas, há capital entrando, o que pode ajudar a bolsa a registrar novos ganhos, e vice-versa. 

Confira as oscilações:

Maiores Altas Maiores Quedas
Ação Alta Ação Queda
Plascar 8,33% Mundial 8,68%
Kepler Weber 7,34% Pet Manguinhos PN 6,90%
Renova 3,94% Renar Maçãs 6,,67%
Portobello 3,49% Pet Manguinhos ON 6,45%
Marfrig 3,37% Unipar PN 4,04%
Brasil Agro 2,70 Latam 3,97%
PDG Realty 3,05% Inepar 3,33%
Brookfield 2,99% Odontoprev 3,08%
Wilson Sons 2,95% Viver 3,03%
Iochpe-Maxion 2,89% Paranapanema 2,94%
Tempo 2,88% Eletrobras PN 2,62%
Sanepar 2,46% LLX Logística 2,48%
Rossi 2,30% OGX Petróleo 2,23%
MMX Mineração 2,29%    
Empresas que tiveram oscilação superior a 2%

 

Contato