Em mercados / acoes-e-indices

Radar: imobiliárias lideram ganhos; Cesp e Cteep sobem; Suzano dispara

Vale reduz investimentos e prevê produção menor em 2013; MPX inicia operação comercial na 1ª Unidade Geradora de Porto do Pecém I

construção civil - desemprego Brasil
(Marcelo Camargo/ABr)

SÃO PAULO - Acompanhando o desempenho do mercado externo, o Ibovespa registrava às 13h26 (horário de Brasília) alta de 1,30% no pregão desta segunda-feira (3).

Os investidores mostram otimismo com a indústria da China e a possível liberação da ajuda internacional à Grécia.  Por aqui, atenção para a primeira prévia da carteira teórica do Ibovespa e para o novo horário do pregão regular de ações.

A partir desta segunda-feira, a BM&FBovespa vai prolongar a sessão até 17h30, na tentativa de reduzir a diferença com o período de funcionamento do mercado norte-americano. 

Cesp, Eletrobras e Cteep devem decidir sobre renovações
Entre as notícias em destaque no setor corporativo, após o governo flexibilizar e anunciar a expansão em cerca de R$ 10 bilhões no valor das indenizações, a Cesp (CESP6, R$ 18,24, +4,53%), Eletrobras (ELET3, R$ 7,48, -2,22%ELET6, R$ 9,53, -1,24%) e Transmissão Paulista (TRPL4, R$ 32,52, +4,06%) realizarão assembleia nesta segunda-feira para decidirem se irão ou não aceitar as novas regras para as renovações de concessões com contratos previstos para finalizarem entre os anos de 2015 e 2017.

Entre as empresas que já se manifestaram sobre as renovações, acionistas da Celesc (CLSC4, R$ 26,11, -0,72%) votaram em reunião pela não renovação das concessões. Já o conselho de administração da Copel (CPLE6, R$ 28,65, +0,53%) aprovou na sexta-feira a renovação de um contrato de transmissão de energia elétrica, mas decidiu não renovar outro contrato envolvendo quatro usinas hidrelétricas.

Aníbal diz que Cesp não deve renovar contratos das concessões de usinas
O secretário de Energia de São Paulo, José Aníbal, afirmou que a Cesp não deve aceitar a proposta de renovação antecipada das concessões de suas usinas, mesmo após a revisão feita pelo governo. A informação foi publicada no domingo (2) no Blog do Guilherme Barros da IstoÉ Dinheiro.

Imobiliárias lideram ganhos no Ibovespa
As imobiliárias também chamam a atenção pela forte alta registrada no pregão. As ações da PDG (PDGR3, R$ 3,23, +7,31%) lideram os ganhos do Ibovespa, enquanto outras imobiliárias - como a MRV (MRVE3, R$ 12,07, +6,72%), Gafisa (GFSA3, R$ 4,41, +4,75%) e Brookfield (BISA3, R$ 3,40, +3,03%) também aparecem entre as maiores altas no índice. 

Além de acompanhar o bom humor do mercado, a equipe de análise da LCA Corretora afirma em relatório que por conta do PIB (Produto Interno Bruto) baixo, deve ser anunciado incentivo para o setor, o que favorece as companhias da área de construção civil.

Aumento de preços de celulose faz ações da Suzano dispararem
Além disso, a possibilidade da Suzano (SUZB5, R$ 6,68, +5,20%) realizar um novo aumento de preço de celulose no início do ano que vem reflete positivamente em suas ações nesse pregão. Segundo informações da Bloomberg, a companhia irá aumentar os preços já no dia 1° de janeiro. Procurada pelo InfoMoney, a empresa não foi encontrada para comentar o assunto.

Vale reduz investimentos e prevê produção menor em 2013
No setor de mineração, a Vale (VALE3, R$ 37,38, -0,59%VALE5, R$ 36,63, -0,19%) tem um orçamento de US$ 16,3 bilhões para investimentos e pesquisas e desenvolvimento. 

O número se divide em US$ 10,1 bilhões para executar projetos, US$ 5,1 bilhões para manter as operações existentes e mais US$ 1,1 bilhão em P&D (Pesquisa & Desenvolvimento). Segundo relatório do Barclays, revelado na semana passada, a projeção é para um plano de investimentos ao redor de US$ 15 bilhões.

Vale demite e reduz operação na área de tecnologia
Ainda sobre a companhia, a Vale Soluções em Energia (VSE) - uma associação entre a Vale, o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e a Sygma, com operação no parque tecnológico de São José dos Campos -, demitiu cerca de 220 funcionários na sexta-feira, informou o sindicato que representa os empregados (SEAAC). A notícia foi publicada pelo jornal Valor Econômico.

O número, divulgado pelo presidente do SEAAC, Marcelo Ribeiro da Silva, representa aproximadamente metade do total de empregados da VSE em São José.

Grupo Pão de Açúcar deve cortar gastos de Abilio e Klein
Além disso, reunião do comitê de recursos humanos do Grupo Pão de Açúcar (PCAR4, R$ 92,29, +1,42%), que aconteceu na sexta-feira, tratou da nova política de despesas da companhia, que passa por uma redução drástica nos gastos com seguranças e aeronaves das famílias Diniz e Klein, afirma matéria publicada pelo jornal Valor Econômico.

Segundo a publicação, os gastos dos Klein são computados nos resultados da Via Varejo (VVAR3, R$ 18,00, 0,00%), enquanto as despesas de Abilio, autorizadas pelo Casino desde 2005, são declaradas no balanço do Grupo Pão de Açúcar.

CSN teria oferecido cerca de US$ 3 bi pela ThyssenKrupp das Américas
Já a CSN (CSNA3, R$ 10,52, +0,29%ofereceu cerca de US$ 3 bilhões pelas fábricas da ThyssenKrupp AG nas Américas, de acordo com fontes ouvidas pela agência Bloomberg.

A empresa teria feito uma proposta informal, sendo que participará da última rodada de negociações para a compra; de acordo com a fonte ouvida pela agência, as negociações serão retomadas dentro de quinze dias.

Magazine Luiza inaugura quatro lojas e chega a 743 unidades
No setor de varejo, o Magazine Luiza (MGLU3, R$ 11,31, +0,53%) inaugurou quatro lojas em novembro e chegou a 743 unidades no país, informou a varejista na noite de sexta-feira.

Duas das novas lojas são em Campinas (SP) e Bauru (SP), onde a companhia desativou duas unidades antigas no mês passado em função das inaugurações.

ALL vê condições para Vetria cumpridas na próxima semana
Por sua vez, a empresa de logística ALL (ALLL3, R$ 8,03, +1,90%) espera que sejam cumpridas nesta semana "todas as condições suspensivas" previstas no contrato firmado com a Triunfo Participações e a Vetorial para a formação da Vetria Mineração, segundo fato relevante enviado na sexta-feira.

Assim, com tais condições cumpridas, "a Vetria Mineração S.A. será constituída e serão celebrados acordos de acionistas entre os sócios, regulando seus direitos e obrigações na Vetria", informou o documento.

Cyrela Commercial Properties anuncia novo presidente interino
A Cyrela Commercial Properties (CCPR3, R$ 25,28, +1,03%) anunciou que Rafael Novellino assumirá, a partir de 15 de dezembro, interinamente a posição de diretor presidente da companhia. Ele também é membro do conselho de administração da CCP.

Novellino substituirá Roberto Perroni, que deixa o cargo, após três anos, "para seguir novos rumos profissionais". 

Weg compra fabricante de tintas e vernizes Paumar
A Weg (WEGE3, R$ 26,71, -1,98%) anunciou a aquisição da produtora de tintas e vernizes Paumar. O valor do negócio não foi revelado. "O valor pago na referida aquisição não representa investimento relevante para a adquirente", diz comunicado.

MPX inicia operação comercial na 1ª Unidade Geradora de Porto do Pecém I
Por fim, a MPX Energia (MPXE3, R$ 11,22, +0,93%) comunicou nesta segunda-feira (3) que a Usina Termelétrica Porto do Pecém I, localizada no Ceará, recebeu autorização da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) para iniciar a operação comercial da primeira unidade geradora.

De acordo com comunidado em nota enviada à CVM (Comissão de Valores imobiliários), a unidade possui capacidade instalada de 360 megawatt.

 

Contato