Em baixa

Ações da Alliar (AALR3) fecham em queda de 20% após acordo de venda de ações a fundo de Tanure

Alguns investidores veem brechas em termos do contrato para excluir acionistas minoritários da operação

Por  Mitchel Diniz -

As ações da Alliar (AALR3) despencam na sessão desta quarta-feira (22), após notícias mudanças na estrutura societária da empresa. A companhia informou que seus controladores fecharam um contrato para a venda de até 62,4 milhões de ações ordinárias ao fundo de investimento Fonte de Saúde, gerenciado pela MAM Asset Management, do empresário Nelson Tanure.

A operação, no entanto, suscitou polêmica. Ficando com mais da metade do capital social da Alliar, o fundo de Tanure teria  que fazer uma oferta pública de aquisição (OPA, na sigla em inglês) para comprar a fatia dos minoritários pelo mesmo valor previsto na operação: R$ 20,50 por ação.

Alguns investidores, contudo, veem brechas em termos do contrato para excluir esses acionistas minoritários. “Fato relevante mostra de maneira inequívoca tentativa de pagar prêmio de controle disfarçado de opções de venda”, afirmou Vladimir Timerman, da gestora ativista Esh Capital, nas redes sociais.

Os papéis da Alliar recuaram 20,35% na sessão, a R$ 14,25.

Nas informações divulgadas ao mercado, a Alliar explicou que o contrato prevê que os atuais controladores poderão vender uma quantidade menor de suas ações, o que pode ser decidido até cinco dias antes do fechamento da operação. Dessa forma, não é possível ainda definir quantas ações serão vendidas ao fundo de Tanure.

Assim, os vendedores são livres para retirar as ações do contrato sem qualquer penalidade. O contrato também permite que os acionistas vendedores optem por uma opção de venda sobre o fundo a ser exercida no segundo aniversário do contrato pelo mesmo preço atualmente ofertado acrescido de juros.

O fundo em questão atualmente detém 26,91% das ações da Alliar (AALR3) enquanto o bloco de controle detém 52,75% das ações. Caso todos os acionistas optem por vender imediatamente sua participação, Tanure ficará com 79,66% do capital e será obrigado a fazer uma oferta pública de aquisição de ações a todos os acionistas minoritários de acordo com as regras do Novo Mercado.

Vale lembrar ainda que eventual incidência da obrigação de realização de oferta pública de ações por alienação de controle (OPA), pelo fundo de investimento Fonte Saúde, apenas será conhecida e confirmada com a conclusão da operação.

Segundo comunicado, o fechamento da operação estará sujeito à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

“Temos hoje uma classificação neutra para Alliar (AALR3), pois a assimetria de risco parece complicada neste ponto, com um potencial de alta de cerca de15% em um cenário de oferta pública, mas uma desvantagem desconhecida no caso de nenhuma oferta pública (a ação estava sendo negociada abaixo de R$ 13 antes da oferta de R$ 20,50 pelos acionistas controladores)”, afirma relatório do Safra, que tem preço-alvo de R$ 17 para a ação da companhia.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui!

Compartilhe