Em educacao / guias

Quer proteger seu computador? Siga algumas dicas e respire aliviado!

Atualizar o sistema, manter um bom antivírus, escolher senhas seguras e realizar back-up dos arquivos são algumas das dicas

SÃO PAULO - Quando o assunto é segurança digital, todo o cuidado é pouco. Só de pensar em ter o computador invadido ou infectado por vírus, a maioria das pessoas já sente calafrios.

Para proteger seu computador dos criminosos virtuais, alguns cuidados devem ser tomados. Além disso, o usuário deve seguir alguns procedimentos que garantem a proteção dos dados e informações pessoais armazenados no computador são medidas para uma navegação segura.

Atualize sempre o sistema operacional

Para quem não sabe, o Windows é o Sistema Operacional responsável pelas funções básicas da máquina, como aceitar o que você escreve no teclado, armazenar informação na memória, controlar os programas executados etc. Além disso, ele também se encarrega da comunicação com os equipamentos periféricos, como impressoras e scanners.

Por ser o programa mais importante de todos, é primordial mantê-lo sempre atualizado, para que você tenha certeza de que está seguro. Para obter as versões mais recentes dos programas, o usuário deve clicar na opção Windows Update, no botão Iniciar. As melhorias estão disponíveis nos sites dos fabricantes de maneira simples e sem custo para os usuários.

Firewall do Windows

Por meio de um programa Firewall - que é uma espécie de bloqueio entre seu computador e a internet, na qual você define quais programas ou pessoas podem passar e quais não podem - as invasões de hackers podem ser impedidas.

Desta maneira, você pode impedir que um estranho acesse seu computador para apagar informações, torná-lo lento, roubar dados pessoais, como senhas e números de contas, entre outros.

O mais adequado neste caso é instalar estes programas de maneira que sejam executados automaticamente a cada vez que o equipamento for iniciado.

Instale e atualize seu antivírus

Muitos equipamentos já vêm com o software antivírus instalado. Entretanto, você também pode adquirir esses programas em lojas especializadas e instalá-los por conta própria. Desta maneira, estará protegendo seu computador de vírus.

Mesmo tendo o software instalado, o usuário deve atualizá-lo sempre. Isto porque, a cada novo vírus descoberto, os fabricantes de antivírus criam novas ferramentas, capazes de detectar os vírus que ainda não infectaram seu PC e eliminar os que já o tenham infectado.

Vale lembrar que a maioria desses programas conta com um recurso de atualizações automáticas pela Internet, o que lhe garantirá tranqüilidade. Para tanto, certifique-se que esta opção está ativa em seu computador.

Caso você resolva trocar seu antivírus, desinstale o software antigo antes de instalar o novo programa, pois ter dois programas antivírus diferentes instalados em um equipamento pode ocasionar problemas.

Cuidado com as senhas!

Uma senha na internet garante que você está apto a utilizar um serviço, em muitos casos de ordem pessoal. Por conta disso, ela é de sua inteira responsabilidade. E para protegê-las, é interessante não anotá-las em lugar nenhum nem compartilhá-las com ninguém.

Além disso, cada senha deve ser única e de fácil memorização. Lembre-se que a maioria dos esquemas permite que você utilize qualquer combinação de letras (maiúsculas ou minúsculas) e números.

Entretanto, ao formar uma senha, procure não utilizar dados pessoais, tal como o nome de seu parceiro, datas importantes, placa do carro etc. Isso porque os invasores de computador também podem tentar descobrir suas senhas e, caso eles saibam algo sobre sua vida, poderão descobrir mais facilmente.

Faça back-up em seus arquivos

Para garantir a segurança dos arquivos importantes que estão salvos em seu computador, é interessante realizar um back-up, que permite que você consiga resgatá-los um dia caso tenha algum problema com a máquina.

Decidir o que é importante ou não é algo pessoal, entretanto, alguns itens merecem atenção especial, como registros e informações financeiras; fotografias digitais; música, comprada e digitalizada; software, comprado e baixado da Internet; arquivos do programa de e-mail utilizado; arquivos relacionados a projetos pessoais; arquivos de trabalhos escolares; informações pessoais, como currículo, testamentos etc.

Ao realizar o back-up, é interessante montar uma lista com os arquivos salvos, de preferência com a definição do que está sendo armazenado, a data de back-up, o meio utilizado e o lugar em que ele está guardado.

As dicas são do site www.navegueprotegido.com.br, desenvolvido pela Microsoft.

 

Contato