Ainda grau especulativo

S&P mantém rating soberano do Brasil em “BB-“, com perspectiva estável

A S&P mantém o Brasil no chamado “grau especulativo” –classificação associada a países de maior risco de dívida.

Por  Reuters -

A agência de classificação de risco S&P reafirmou nesta quarta-feira o rating soberano do Brasil de longo prazo em moeda estrangeira em “BB-“, mantendo a perspectiva estável.

Segundo a agência, o consumo privado resiliente e termos de troca favoráveis devem levar a crescimento acima do esperado da economia brasileira em 2022.

A S&P disse ainda que perspectiva estável para a nota de crédito soberano considera elevado déficit fiscal do Brasil e composição de dívida e posição externa favoráveis.

Leia mais:

A agência avaliou que contínua pressão política elevará gastos sociais e que o custo da dívida contribuirá para déficits fiscais do Brasil entre 2022 e 2025.

A S&P mantém o Brasil no chamado “grau especulativo” –classificação associada a países de maior risco de dívida. A Fitch também atribui nota “BB-” ao Brasil, enquanto a Moody’s confere o rating “Ba2” –ambos em grau especulativo.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe