Primeiras medidas

Retorno à OMS e fim do muro com o México: as primeiras medidas de Biden como presidente dos EUA

Biden também irá determinar o uso obrigatório de máscaras em propriedades federais e estender a suspensão de despejos

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Poucas horas após assumir a presidência dos Estados Unidos, Joe Biden já assinará ainda nesta quarta-feira (20) suas primeiras ordens executivas como novo líder americano, na tentativa de romper com políticas adotadas pelo seu antecessor, Donald Trump.

Entre as principais medidas, o democrata vai devolver os EUA ao Acordo de Paris sobre o clima e à Organização Mundial da Saúde (OMS), revertendo decisões do antigo governo.

Além disso, ele irá determinar o uso obrigatório de máscaras em propriedades federais e estender a suspensão de despejos e execuções hipotecárias em âmbito nacional.

Biden ainda vai revogar a declaração de emergência usada por Trump para viabilizar a construção do muro na fronteira com o México, derrubar o veto à entrada de imigrantes provenientes de alguns países muçulmanos e prorrogar a suspensão do pagamento de prestações de empréstimos estudantis.

Leia também: Biden presidente: o que esperar do novo governo americano

Segundo os assessores de Biden, as ordens executivas estão divididas em quatro áreas classificadas como “crises convergentes”: pandemia de coronavírus, crise econômica, meio ambiente, e questões de imigração e diversidade.

“Nos próximos dias e semanas, anunciaremos ações executivas adicionais para enfrentar esses desafios e cumprir as promessas do presidente eleito ao povo americano”, disse Jen Psaki, a porta-voz do governo Biden.

Confira algumas das medidas que Biden tomará nesta quarta:

  • Suspensão da construção do muro na fronteira com o México e estudo sobre como utilizar melhor o dinheiro;
  • Recolocação dos EUA no Acordo de Paris sobre o clima;
  • Devolução dos EUA à Organização Mundial da Saúde (OMS);
  • Fim das proibições de viagens contra pessoas de certos países de maioria muçulmana;
  • Revogação a autorização de Trump para construção do oleoduto Keystone XL;
  • Determinação que os não-cidadãos que vivam nos EUA sejam incluídos no Censo Demográfico;
  • Uso obrigatório de máscara e prática do distanciamento social em todos os prédios e terras federais;
  • Extensão das moratórias de despejo e execução hipotecária, para evitar que pessoas sejam despejadas de suas casas;
  • Reestruturação da coordenação de combate à pandemia do coronavírus;
  • Suspensão do pagamento de quem fez financiamentos estudantil até 30 de setembro para aliviar as contas de estudantes e recém-formados;
  • Novas ações para promover a equidade racial no governo federal;
  • Fortalecimento das proteções contra discriminação em local de trabalho com base em orientação sexual e identidade de gênero;
  • Congelamento das ações regulatórias tomadas por Trump nos últimos dias de mandato.

PUBLICIDADE

Onde Investir 2021**

**Baixe de graça o ebook e participe do evento com os melhores especialistas do mercado:

Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.