MELHORES DA BOLSA 2020 AO VIVO Diretor financeiro da Camil: "O contexto de crise teve uma demanda muito forte no mercado doméstico"

Diretor financeiro da Camil: "O contexto de crise teve uma demanda muito forte no mercado doméstico"

Aposentadoria

Os melhores (e os piores) regimes de previdência do mundo

Levantamento empregou 40 métricas para avaliar se um sistema gera resultados financeiros melhores para os aposentados

arrow_forwardMais sobre
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

A Holanda e a Dinamarca têm os melhores sistemas de pensão no mundo, mostra um estudo da consultoria Mercer que analisou 37 modelos previdenciários no mundo.

Esses dois países ocupam o topo do ranking do Índice Global de Previdência Melbourne Mercer, tirando nota A para o nível de segurança financeira proporcionado para a aposentadoria. A Austrália ficou em terceiro lugar, com nota B +. Finlândia, Suécia, Noruega, Singapura, Nova Zelândia, Canadá e Chile tiraram B e completaram a lista dos dez melhores.

O Brasil caiu da 21ª para 23ª posição no índice. A nota geral do Brasil baixou levemente, de 56,5 em 2018, para 55,9 neste ano, enquanto a média global é de 59,3.

Aprenda a investir na bolsa

Para Felipe Bruno, da Mercer Brasil, a queda no ranking está mais relacionada à melhora de dois países, Hong Kong e Polônia, do que à perda de pontuação nos índices de integridade, adequação e sustentabilidade.

“Nossa avaliação é que o Brasil ficou estagnado no ranking. Com a aprovação da reforma da previdência, o Brasil deve melhorar substancialmente no quesito sustentabilidade, que é sua maior deficiência e está entre os mais mal avaliados do mundo (27,7)”.

O levantamento, que abrange quase dois terços da população mundial, usou mais de 40 indicadores para avaliar os sistemas previdenciários de cada país, segundo a Mercer. Entre esses indicadores, estão a adequação e a sustentabilidade de cada modelo.

“Os sistemas em todo o mundo estão enfrentando uma expectativa de vida sem precedentes e uma pressão crescente sobre os recursos públicos para apoiar a saúde e o bem-estar dos cidadãos mais velhos. É imperativo que os formuladores de políticas reflitam sobre os pontos fortes e fracos de seus sistemas para garantir resultados mais fortes a longo prazo para os aposentados do futuro”, disse David Knox, consultor sênior da Mercer e autor do estudo.

Leia também: Um resumão sobre o que mudará na aposentadoria após a reforma da Previdência

De acordo com informações da Bloomberg, a Holanda voltou para o primeiro lugar em 2019, com mais trabalhadores favorecidos por planos de benefícios definidos, com base no salário médio ao longo da vida.

PUBLICIDADE

Tailândia e Argentina ocuparam as últimas posições.

Confira o ranking completo na tabela abaixo ou clicando aqui:

Mercado brasileiro ganha primeira pós-graduação totalmente focada em ações: conheça o MBA em Ações e Stock Picking do InfoMoney em parceria com o Ibmec!

(Com Bloomberg)