Construtores dos EUA mantêm pessimismo, mostra índice de sentimento

Indicador HMI caiu pelo nono mês seguido; juros altos, escassez de materiais e preços altos das casas novas explicam momento

Roberto de Lira

(Getty Images)
(Getty Images)

Publicidade

O sentimento dos construtores nos Estados Unidos caiu pelo nono mês consecutivo em setembro, em mais um sinal de que a desaceleração no mercado imobiliário continua.

A confiança dos construtores no mercado de casas recém-construídas caiu três pontos em setembro, para 46, o nível mais baixo desde maio de 2014 (com exceção da primavera de 2020, no auge da pandemia), de acordo com o índice HMI, calculado pela Associação Nacional de Construtores de Casas (NAHB, na sigla em inglês) e pelo Wells Fargo.

O índice, calculado junto a cerca de 900 construtoras, recuou em meio a uma combinação de taxas de juros elevadas, interrupções persistentes na cadeia de suprimentos de materiais de construção e os altos preços das casas, que afetam o acesso dos compradores. Um número abaixo de 50 indica pessimismo.

Continua depois da publicidade

“O fluxo de compradores é fraco em muitos mercados, pois mais consumidores permanecem à margem devido às altas taxas de hipotecas e preços de casas que estão colocando uma nova casa fora do alcance financeiro de muitas famílias”, disse o presidente da NAHB, Jerry Konter.

Prova desse enfraquecimento é 24% dos construtores relataram redução nos preços das casas, acima dos 19% no mês passado.

Taxas de hipotecas sobem

Segundo o economista chefe da NAHB, Robert Dietz, a recessão imobiliária não mostra sinais de diminuir, já que os construtores continuam a lidar com custos de construção elevados e uma política monetária agressiva do Federal Reserve. Esse quadro, segundo ele, ajudou a elevar as taxas de hipotecas acima de 6% na semana passada, a mais alta desde 2008.

Continua depois da publicidade

“Neste mercado fraco, mais da metade dos construtores em nossa pesquisa relataram usar incentivos para aumentar as vendas, incluindo recompras de taxas de hipoteca e reduções de preços”, disse Dietz.

Todos os três componentes de HMI registraram queda em setembro. As condições atuais de vendas caíram três pontos, para 54, as expectativas de vendas nos próximos seis meses caíram um ponto, para 46, e o ​​fluxo de potenciais compradores caiu um ponto, para 31.