Banco Central foi “hawkish” ou “dovish”? Copom divide opinião de analistas e ganha tempo para avaliar cenário

Não indicação de aceleração do ritmo de alta da Selic se contrapôs à citação de que o ciclo de aperto deve avançar no “território contracionista”

Equipe InfoMoney

Publicidade

O Banco Central confirmou as expectativas e elevou a Selic em 1 ponto, para 6,25% ao ano, além de indicar que pretende manter o ritmo de aperto na próxima reunião.

A decisão veio em linha com o esperado depois da sinalização dada por Roberto Campos Neto de que não iria acelerar o movimento. Entretanto, os analistas estão divididos sobre a indicação emitida pela autoridade monetária.

De um lado, alguns leram o comunicado como dovish, porque o BC não indicou aceleração do ritmo de alta da Selic. Para outros, o Copom foi hawkish ao afirmar que o ciclo de aperto deve avançar no “território contracionista”, sinalizando que não há restrição para a taxa de juro final.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O termo dovish é um neologismo que deriva da palavra pombo em inglês (dove), que reflete uma postura mais favorável a taxas de juros mais baixas e menor preocupação com a inflação. Já o termo hawkish é o contrário. Ele deriva do termo falcão em inglês (hawk) e define os defensores de juros mais altos e de uma política de austeridade mais forte.

Os analistas destacaram ainda a intenção do Copom de ganhar tempo para avaliar a conjuntura e o impacto dos choques.

No comunicado, o Copom enfatizou que os passos futuros poderão ser ajustados, mas que no atual estágio do ciclo, o ritmo de ajuste é o “mais adequado” para assegurar o cumprimento da meta de inflação e, ao mesmo tempo, permitir que o comitê “obtenha mais informações sobre o estado da economia e o grau de persistência dos choques”.

Continua depois da publicidade

A projeção para o IPCA em 2022 subiu de 3,5% para 3,7% no cenário básico.

Veja o que dizem os analistas:

Alberto Ramos, economista-chefe para América Latina do Goldman Sachs

Gustavo Pessoa, sócio fundador da Legacy Capital

Luiz Fernando Figueiredo, sócio fundador da Mauá Capital, ex-diretor do BC

Marcela Rocha, economista-chefe da Claritas

Gustavo Brotto, CIO da Greenbay Investimentos

Carlos Menezes, gestor da Gauss Capital

Alfredo Menezes, gestor da Armor Capital

Rodrigo Cruz, sócio e gestor de renda fixa e moedas da Meraki

Vladimir do Vale, estrategista-chefe da CA Indosuez

Sergio Goldenstein, estrategista-chefe da Renascença

Thais Zara, economista sênior da LCA Consultores

Sergio Vale, economista-chefe da MB Associados

Caio Megale, economista-chefe da XP

João Leal, economista da Rio Bravo Investimentos

Rafael Cardoso, economista da Daycoval Asset

David Beker, do BofA

Gustavo Arruda e Andre Digiacomo, do BNP Paribas

(com Bloomberg)

Analista TOP 3 em rentabilidade de curto prazo compartilha seu método exclusivo na Bolsa