Dados da Receita

Arrecadação soma R$ 164,147 bilhões, valor recorde para meses de março

O resultado representa um aumento real (descontada a inflação) de 6,92% na comparação com o mesmo mês de 2021

Por  Estadão Conteúdo -

A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 164,147 bilhões em março, conforme divulgação da Receita Federal. O resultado representa um aumento real (descontada a inflação) de 6,92% na comparação com o mesmo mês de 2021.

O valor arrecadado no mês passado foi o maior para meses de março desde o início da série histórica, que começou em 1995. Em relação a fevereiro deste ano, houve aumento de 8,65% no recolhimento de tributos.

O resultado das receitas veio dentro do intervalo de expectativas das instituições ouvidas pelo Projeções Broadcast, que ia de R$ 148,192 bilhões a R$ 166,661 bilhões. O dado divulgado nesta quinta-feira superou a mediana, de R$ R$ 156,416 bilhões.

Leia também:

Acumulado

No primeiro trimestre, a arrecadação federal somou R$ 548,132 bilhões, o maior volume para o período desde o início da série histórica.

O montante representa um avanço real de 11,08% na comparação com os primeiros três meses do ano passado.

Desonerações

As desonerações concedidas pelo governo resultaram em uma renúncia fiscal de R$ 19,3 bilhões no primeiro trimestre deste ano, valor maior do que em igual período do ano passado, quando ficou em R$ 17,2 bilhões.

Apenas no mês de março, as desonerações totalizaram R$ 6,4 bilhões, também acima do registrado em março do ano passado. (R$ 5,7 bilhões).

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe