Venture capital

QuintoAndar vale mais de US$ 5 bilhões, após extensão de investimento

Plataforma para moradia fez extensão de sua rodada série E, captando US$ 120 mi; setor de aluguel e de compra e venda de imóveis pela internet está aquecido

André Penha e Gabriel Braga, cofundadores do QuintoAndar (Divulgação)
André Penha e Gabriel Braga, cofundadores do QuintoAndar (Divulgação)

SÃO PAULO – O QuintoAndar já vale US$ 5,1 bilhões. A plataforma para moradia atingiu essa avaliação de mercado após uma extensão de sua rodada série E, feita em maio deste ano.

O QuintoAndar captou mais US$ 120 milhões, em aporte coliderado pelo fundo americano Greenoaks Capital e pela empresa chinesa Tencent. O Greenoaks já investiu em outros negócios fundados por brasileiros, como Brex e Printi, e na mexicana Kavak. Já a Tencent já aportou na argentina Ualá e no brasileiro Nubank.

Segundo comunicado do QuintoAndar, esses investidores vão acrescentar “conhecimento, experiência e visão global que permitirão à companhia consolidar e expandir ainda mais sua posição de referência para todas as pessoas que querem achar ou transacionar sua casa ideal.”

“Estamos animados em ter a Greenoaks e a Tencent como acionistas e contamos com o apoio deles para construir uma companhia global e duradoura, assim como para ter mais exposição ao ecossistema empreendedor único da China”, escreveu no mesmo comunicado Gabriel Braga, cofundador e CEO do QuintoAndar.

A extensão elevou o total captado pelo QuintoAndar na série E para US$ 420 milhões. Ao todo, a companhia levantou mais de US$ 700 milhões desde sua fundação, em 2013.

“No Brasil, tanto aluguéis quanto vendas há muito tempo têm sido prejudicados por fricções custosas que tornam o mercado menos eficiente, acessível e confiável. Acreditamos que o que o QuintoAndar está construindo vai redesenhar fundamentalmente as transações imobiliárias, melhorando a transparência, aumentando as opções para brasileiros buscando uma casa, simplificando dramaticamente a experiência para proprietários, e impulsionando o aumento no investimento imobiliário em todo o país. (…) Com o tempo, vemos que o QuintoAndar tem o potencial para verdadeiramente transformar o mercado imobiliário em toda a América Latina”, escreveu Neil Shah, sócio da Greenoaks.

Balanço e próximos passos

O QuintoAndar permite alugar, comprar ou vender propriedades em sua plataforma. Alguns de seus diferenciais são fotos profissionais gratuitas para os anúncios, digitalização da transação e eliminação de garantias caras e complicadas, como um fiador. Para o dono da propriedade alugada, a startup também dá garantia de recebimento em dia do valor do aluguel.

Atualmente, a startup de propriedades administra R$ 50 bilhões em ativos em mais de 40 cidades brasileiras.

O QuintoAndar tem mais de 120 mil contratos de aluguel, e adiciona cerca de 10 mil novos aluguéis à carteira por mês. Esse ritmo de adição representa entre 20 e 30 vezes mais que seu concorrente mais próximo, de acordo com o próprio negócio. Alguns exemplos de concorrentes na frente de locação digital são Housi e Yuca.

PUBLICIDADE

Já a vertical de compra e venda é mais recente, operando desde o começo de 2020. São 60 mil moradias à venda anunciadas na plataforma. Os concorrentes desta vez são startups como EmCasa e o também unicórnio Loft.

O investimento permitirá “acelerar o ritmo de seu plano de negócios e manter seu momento atual”, diz a startup em comunicado. A proptech diz ver “desempenho acima do previsto com a expansão para novas cidades no Brasil, e a consolidação de sua liderança nos mercados em que já está”.

A companhia recentemente expandiu para 14 novas cidades, em regiões como Nordeste e interior de São Paulo, e anunciou planos para iniciar operações no México em um “futuro próximo”.

Conheça o modelo de gestão que fez a XP crescer exponencialmente na última década, e como aplicá-lo no seu negócio. Assista à série Jornada Rumo ao Topo.