Cuidado com as promoções

Passagens aéreas na Black Friday: 5 dicas para evitar fraudes e garantir melhores ofertas

Pode parecer uma boa oportunidade aproveitar os descontos para comprar passagens, mas é preciso ter cuidado redobrado: nem sempre as ofertas valem a pena

Passagens aéreas sob um teclado de computador. A tecla "enter" foi substituída por um avião
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Junto com outros milhares de produtos e serviços, as passagens aéreas também figuram entre os itens que devem apresentar descontos significativos na Black Friday.

Inicialmente, pode parecer uma boa oportunidade aproveitar os descontos para comprar os bilhetes para aquela tão sonhada viagem, mas é preciso ter cuidado redobrado: nem sempre as ofertas valem a pena.

Porém, diferente de produtos mais triviais, as passagens aéreas apresentam diversas outras variáveis fora o preço que precisam ser levadas em consideração na hora de avaliar as promoções.

PUBLICIDADE

É possível que os preços baixos valham somente para períodos de baixa temporada, voos com mais de duas conexões ou apresentar descontos falsos mascarados. Para economizar de verdade, portanto, é preciso escapar de algumas pegadinhas – e, claro, saber encontrar as ofertas.

Leia também: Black Week InfoMoney: Invista na sua educação financeira por muito menos. 50% OFF em mais de 40 cursos e relatórios

Eduardo Fleury, líder de operações do Kayak no Brasil separou, a pedido do InfoMoney, cinco dicas essenciais para aqueles que querem evitar frustrações e aproveitar de verdade os descontos. Confira abaixo:

1. Conheça os preços normais

Fleury aconselha que o viajante acompanhe a variação de preços das passagens ao longo do ano. Esse acompanhamento é essencial para saber se uma rota está realmente mais barata.

“Acompanhe preços médios de voos para os destinos e data de escolha com antecedência, para poder avaliar as ofertas de Black Friday com mais propriedade e saber quais rotas realmente baratearam”, indica o executivo.

Caso tenha deixado de ver os valores antes, use sites de monitoramento para saber se os preços efetivamente caíram.

PUBLICIDADE

Ferramentas online que trabalham comparando preços de passagens aéreas entre diferentes datas podem ser muito úteis na hora de saber se uma promoção realmente compensa ou não, já que o usuário terá na palma da mão o histórico de preços para avaliar se vale ou não a pena comprar a passagem naquele momento.

2. Evitar passagens para datas especiais

Ainda que datas como Natal, Ano Novo e feriados prolongados como Carnaval e Páscoa sejam tradicionalmente mais visados pelos viajantes, tais períodos possuem uma demanda enorme, o que aumenta consideravelmente os preços.

O executivo conta que, caso o viajante queria gastar menos e garantir uma boa promoção na passagem aérea, deve fugir dessas datas, já que dificilmente as companhias e agências oferecem preços competitivos na Black Friday para esses picos de alta temporada.

“Essas datas têm uma demanda muito grande por passagens aéreas e, consequentemente, voos cheios, de modo que não é vantajoso para companhias e agência oferecer passagens para essas datas a preços promocionais”, explica Fleury.

3. Atentar para as especificações da passagem

Se tratando de promoções, Fleury aconselha que o viajante fique muito atento às peculiaridades de cada passagem, já que, uma vez comprada, tentar mudar alguma rota ou especificação pode custar bem caro.

“Pode ser que a passagem promocional exija, por exemplo, que se passe 15 dias no destino – condição que nem sempre conseguimos atender- ou envolva voos de ida e volta com muitas escalas, a que nem sempre o viajante está disposto”, explica.

4. Avaliar os outros gastos da viagem

Como dito anteriormente, os gastos com a passagem são apenas um dos diversos custos que permeiam uma viagem. Para Fleury, é essencial pesquisar as outras despesas, como gastos com hotel, alimentação, atrações, compras e outros.

“A passagem aérea é só um dos custos da viagem, ou seja, uma passagem barata não garante uma viagem barata. É importante fazer uma pesquisa rápida para entender quanto custam os produtos e serviços de viagem no seu destino de escolha”, conta o executivo.

5. Avaliar benefícios com a forma de pagamento

PUBLICIDADE

Além disso, o diretor recomenda que o viajante sempre procure por benefícios envolvendo as diferentes formas de pagamento, já que algumas companhias e agências podem oferecer descontos ainda maiores caso o pagamento seja feito à vista, por exemplo.

“Também é importante que o viajante resgate suas milhas e pontos no cartão e entenda se pode utilizá-los para baratear ainda mais a passagem”, conclui Fleury.

Faça a viagem dos sonhos. Invista. Abra sua conta na XP – é grátis