Para acabar com a pobreza, Plano Brasil sem Miséria vai propor ações concretas

Segundo Dilma Rousseff, algumas dessas ações seriam empréstimos, cursos de capacitação e formação de cooperativas

Por  Fernanda de Moraes Bonadia

SÃO PAULO – O Plano Brasil sem Miséria vai mostrar, de acordo com a presidente Dilma Rousseff, que é possível sair da pobreza através de ações concretas, como empréstimos, cursos de capacitação e formação de cooperativas.

Ela lembrou, nesta segunda-feira (13), que o problema da miséria nos grandes centros urbanos envolve situações como a falta de capacitação e a má remuneração de profissionais. Assim, para reverter esse quadro, a estratégia do Governo será oferecer cursos para 1,7 milhão de jovens e adultos.

Coleta seletiva
“Vamos também apoiar as prefeituras para implantarem programas de coleta seletiva, com a participação dos catadores”, destacou Dilma, de acordo com a Agência Brasil, no programa semanal Café com a Presidente. “Com cursos de treinamento, vamos capacitar milhares de catadores e fortalecer a participação na coleta seletiva de mais de 200 mil trabalhadores até 2014”.

Outra medida a ser implementada nas cidades brasileiras é a inclusão de trabalhadores nas estatísticas nacionais, já que muitos não têm endereço ou documentos, como a certidão de nascimento.

Supermercados
O Plano Brasil sem Miséria ainda deve contar com a participação de empresas como as redes de supermercado que, de acordo com a presidente, se comprometeram a contratar pessoas que recebem o Bolsa Família para ocupar cargos de caixa, empacotadores e auxiliares.

Também existe um acordo com o setor, em processo de finalização, para que os estabelecimentos comprem e revendam alimentos provenientes de agricultura familiar.

Compartilhe