Viaje gastando menos

Os destinos mais econômicos para viajar no Ano Novo e férias de verão

Um estudo do Kayak separou os destinos que apresentaram os preços mais baixos para esse fim de ano em comparação com os outros meses

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Com o fim do ano chegando e as férias de verão cada vez mais perto, muitos brasileiros já estão com a rota de viagens para esse Ano Novo na cabeça.

Para quem não tem rotas definidas, o Kayak, plataforma que compara preços de passagens e hotéis em todo o mundo, desenvolveu um estudo para estabelecer quais são os destinos que tiveram a melhor redução de preço em relação à media do ano todo.

Segundo Eduardo Fleury, líder de operações do Kayak no Brasil, o objetivo do estudo é dar dicas e sugestões práticas de destinos e planejamento para que os viajantes brasileiros possam aproveitar a viagem economizando o máximo possível.

PUBLICIDADE

“Muitas vezes as pessoas se intimidam pelos preços mais salgados desta época do ano, mas com as ferramentas certas ainda é possível planejar uma boa viagem para as férias de verão”, conta Fleury.

Destinos nacionais mais baratos

Para aqueles que pretendem conhecer melhor o nosso próprio país e aproveitar para entrar em contato com a cultura do Brasil, o Kayak separou os destinos nacionais com a melhor economia em relação à média de preços ao longo do ano.

As datas de viagem consideradas abrangem o período entre novembro de 2019 e março de 2020. E, para encontrar a mudança na variação da tendência, foram comparados com os preços médios de novembro de 2018 à setembro de 2019.

Segundo o estudo, Brasília foi o destino nacional que apresentou os preços mais baixos para esse fim de ano em comparação com os outros meses.

Confira abaixo os destinos nacionais que apresentaram as maiores reduções de preço médio para esse fim de ano:

CidadeRedução em relação à media de preços anuais
Brasilia (DF)-44%
Curitiba (PR)-44%
Campo Grande (MS)-39%
São Paulo (SP)-39%
Vitória (ES)-38%
Belo Horizonte (MG)-36%
Foz do Iguaçu (PR)-32%
Goiânia (GO)-31%
Florianópolis (SC)-25%
Rio de Janeiro (RJ)-24%

Destinos internacionais mais baratos

O estudo também listou quais destinos fora do Brasil que apresentaram os preços mais baixos para esse fim de ano em comparação com os outros meses.

Para esse fim de ano, os destinos internacionais estão mais visados do que os destinos dentro do Brasil por diversos fatores.

“Muitos viajantes podem ter preferido guardar as economias para uma viagem mais longa em vez de pulverizá-las em várias viagens menores”, diz o especialista.

“E a entrada de companhias aéreas low-cost no mercado e as iniciativas de companhias tradicionais para continuar oferecendo preços acessíveis em um cenário de alta do dólar podem estar estimulando os viajantes a buscar por destinos estrangeiros”, conclui Fleury.

Segundo o estudo, a cidade de Montreal, no Canadá, foi o destino internacional que apresentou os preços mais baixos para esse fim de ano em comparação com os outros meses.

Confira abaixo os destinos nacionais que apresentaram as maiores reduções de preço médio para esse fim de ano:

CidadeRedução em relação à media de preços anuais
Montreal, Canadá-60,42%
Veneza, Itália-55,86%
Ushuaia, Argentina-55,86%
Auckland, Nova Zelândia-49,61%
Mendoza, Argentina-41,28%
Havana, Cuba-32,29%
Sydney, Austrália-29,04%
Willemstad, Curaçao-22,79%
Tel Aviv, Israel-20,70%
Chicago, EUA-19,14%

Ainda que os EUA sejam um dos destinos mais visados pelos viajantes brasileiros, é muito difícil encontrar rotas para Miami ou Orlando – destinos mais buscados pelos brasileiros no país – com preços menores durante essa faixa do ano.

“Em geral, a busca por destinos nos Estados Unidos é mais intensa nas férias de julho (em que é verão por lá) do que no fim de ano em que, além de inverno, os preços de passagens e serviços de viagem tendem a estar mais caros. E, para quem viaja com a família, isso pode representar um peso grande”, explica Fleury.

É importante planejar com antecedência, mas há alternativas

Mesmo buscando localizações mais baratas para viajar, Fleury acredita que a antecedência do planejamento é o que garante os melhores preços, já que uma falta de organização pode causar imprevistos e gastos desnecessários.

PUBLICIDADE

Mas até para o viajante de última hora há alternativas. O executivo aconselha que, caso o viajante não tenha se preparado ao longo desses últimos meses, mas ainda queira viajar, escolha destinos na nacionais ou na América Latina.

Por conta da proximidade e preços menores, graças ao cambio mais frágil no caso da América Latina, é possível conseguir preços melhores, mesmo deixando para a última hora. Desde que não sejam destinos de grande tendência no fim do ano, como Bariloche, na Argentina ou o Rio de Janeiro.

“Para os que buscam destinos estrangeiros mais distantes, é importante considerar voos com escalas e fora dos dias e horários de pico (voos no dia 27, sexta-feira, ou 30, véspera do feriado, tenderão a estar mais caros, por exemplo, pois têm maior demanda)”, conclui Fleury.

Invista melhor seu dinheiro. Abra sua conta na XP – é grátis