Internet mais rápida

Operadoras estão ativando mais antenas 5G que o exigido, diz Anatel

Agência diz que isso mostra o interesse das empresas em ampliar rapidamente a cobertura da tecnologia

Por  Equipe InfoMoney -

As operadoras de telefonia estão instalando mais antenas para atender as capitais com 5G do que o mínimo exigido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O cenário tem sido registrado tanto em Brasília (DF), primeira cidade do país a estrear a tecnologia, quanto em Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB) e Porto Alegre (RS), que terão a internet de 5ª geração a partir de sexta-feira (29).

A expectativa é que Claro, TIM (TIMS3) e Vivo (VIVT3) acionem o 5G imediatamente nas três capitais com o sinal verde da Anatel, assim como aconteceu em Brasília, segundo o jornal O Estado de S. Paulo.

Para a agência, isso mostra o interesse das empresas em avançar na instalação dos equipamentos — as estações rádio base (ERBs) — e estender rapidamente a cobertura 5G (neste primeiro momento, as antenas cobrem apenas uma parte das cidades).

  • Em Brasília, já estão ativadas 335 ERBs (o triplo do mínimo exigido pelo edital da agência);
  • Em João Pessoa, foram instaladas 50 antenas (66% a mais;
  • Em Porto Alegre, 103 ERBs (80% acima do mínimo);
  • Em BH, 157 antenas (63% a mais do que o exigido).

As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (27), pelo Gaispi (Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz), grupo presidido pela Anatel que acompanha a “limpeza” de faixas para ativação do 5G no Brasil.

A “limpeza” da faixa visa acabar com possíveis interferências, fazendo a migração do sinal de TV por antenas parabólicas da atual frequência, na banda C, para uma nova frequência, na banda KU. Para isso, equipes estão instalando filtros nos equipamentos para fazer um “desvio” no sinal.

 

Outras capitais

O Giaspi se reuniu hoje para aprovar a liberação do 5G em BH, João Pessoa e Porto Alegre a partir da sexta. O grupo disse também que a expectativa é que a “limpeza” do sinal seja concluída até o fim de agosto em todas as capitais (pelo prazo atual, as operadoras ainda terão até o fim de setembro para ativar o sinal da tecnologia em todas as capitais).

Isso pode acontecer antes, assim que as faixas forem liberadas pela Entidade Administradora da Faixa (EAF). “As operadoras têm obrigação de ativar até o fim de setembro, mas elas podem ativar imediatamente, como aconteceu em Brasília”, disse o conselheiro da Anatel e presidente do grupo, Moisés Moreira.

Mas Moreira não descarta a possibilidade de a EAF pedir mais prazo para concluir a “limpeza”, já que ainda pode haver dificuldades “em uma ou outra” cidade. “O que é normal, muitas coisas estão acontecendo, obstáculos, está sendo um aprendizado. Isso é possível que ocorra, mas até então eu tenho como sinalização que até o fim de agosto todas deverão estar completas”.

Recentemente, o conselheiro disse que outras capitais, como Curitiba, Goiânia, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, também já estavam trabalhando na “limpeza” da faixa. Mas disse também que ainda não era possível estimar uma data para liberação do 5G nelas. “Rio e São Paulo são sempre mais complicadas”, disse o conselheiro, referindo-se à dimensão das cidades e ao número de filtros a serem instalados.

Adiamento do prazo

A ativação do 5G nas capitais estava originalmente prevista para acontecer até 31 de julho, mas o Gaispi pediu a prorrogação o prazo por mais 60 dias (possibilidade prevista no edital de leilão das faixas). O motivo alegado foi a lentidão na chegada dos filtros importados da China.

O 5G funciona apenas em aparelhos de celulares específicos. Por ora, são quase 70 modelos de smartphones aptos a funcionar com a tecnologia no Brasil. Leia aqui um perguntas e respostas sobre a internet de 5ª geração.

(Com Estadão Conteúdo)

Planeje seus gastos
Baixe de graça a planilha de controle financeiro com todos os cálculos para monitorar seus gastos mensais e veja um resumo sobre a evolução do seu orçamento ao longo do ano:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe