Netflix (NFLX34): plano básico com anúncios terá imagem full HD e direito a 2 acessos simultâneos

Empresa também diz que reduziu os preços praticados em mais de 116 países

Equipe InfoMoney

Publicidade

O plano básico com anúncios da Netflix (NFLX34) terá direito a dois acessos simultâneos e qualidade de imagem full HD (1080p), uma melhora em relação ao acesso único e aos 720p atuais, anunciou a empresa americana nesta semana.

A informação consta na divulgação dos resultados financeiros do trimestre, feita na terça-feira (18). A empresa teve um lucro líquido de US$ 1,31 bilhão entre janeiro e março, queda 18,1% na comparação anual, e o crescimento de assinantes veio abaixo do esperado pelo mercado.

“Neste mês, atualizaremos o conjunto de recursos de nosso plano de anúncios para incluir 1080p de qualidade de vídeo contra 720p e dois fluxos simultâneos em todos os 12 mercados de anúncios – começando com o Canadá e a Espanha hoje”, afirmou a empresa no documento.

“Acreditamos que essas melhorias tornarão nossa oferta ainda mais atraente para um conjunto mais amplo de consumidores e fortalecerão ainda mais o engajamento de assinantes novos e existentes do plano de anúncios”, completou.

Planilha Gratuita

O seu bolso vai agradecer

Organize a sua vida financeira com a planilha de gastos do InfoMoney; download liberado

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A plataforma de streaming disse também que, nos Estados Unidos, seu plano de anúncios já tem um ARM total (receita com assinatura + anúncios) maior do que o plano padrão — uma assinatura mensal da Netflix custa entre US$ 6,99 (com anúncio) e US$ 19,99 (premium).

A informação está no trecho sobre “monetização” e receita, em que a empresa fala em “melhorar nossa monetização”. “Isso não apenas ajudará a reacelerar o crescimento da receita e aumentar a margem operacional, mas também nos permite investir mais em entretenimento de qualidade”.

Preços mais competitivos

“Queremos ser mais sofisticados em relação aos preços, para oferecer uma variedade de faixas de preços e recursos para atender às diferentes necessidades dos consumidores”, destacou a plataforma de streaming no balanço do primeiro trimestre.

Continua depois da publicidade

A empresa disse também que reduziu os preços em mais 116 países no começo do ano, mas esses locais representam menos de 5% da receita atual. “Acreditamos que o aumento da adoção nesses mercados ajudará a maximizar nossa receita no longo prazo”.