Copa Airlines segue sem previsão de retomada dos voos com 737 Max-9 após incidente

Companhia é a única que opera com esse tipo de aeronave no Brasil

Equipe InfoMoney

Publicidade

Uma semana após o incidente que gerou a suspensão de 21 aeronaves Boeing 737 Max-9 da Copa Airlines, única empresa que opera o modelo no Brasil, passageiros seguem enfrentando problemas com cancelamentos de voos.

O problema mais recente ocorreu em Cartagena, na Colômbia. Passageiros tiveram voo para o Brasil cancelado em decorrência da falta de aeronaves. No comunicado da empresa, não havia informações sobre como eles deveriam proceder, o que gerou insatisfação e desconfiança. Além disso, nas redes sociais da companhia, dezenas de pessoas comentam que há muita demora para a solução sobre os cancelamentos recentes.

Na última semana, a Copa Airlines já havia informado que a suspensão das aeronaves seguia em vigor, sem previsão de retomada. Em um vídeo, divulgado nesta terça-feira (16), Pedro Heilbron, presidente executivo da Copa, explica a situação atual.

Planilha Gratuita

O seu bolso vai agradecer

Organize a sua vida financeira com a planilha de gastos do InfoMoney; download liberado

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“A retomada dessas operações depende da aprovação da Administração Federal de Aviação (FAA) dos Estados Unidos da documentação técnica necessária para começar a inspeção. O processo está programado para começar nesta semana, mas não temos certeza sobre sua duração ou quando as aeronaves receberão autorização para voar novamente”, explica.

Ele afirmou que uma equipe interna da Copa já realizou uma inspeção prévia das 21 aeronaves a fim de acelerar o processo junto à FAA. “Estamos preparados para cumprir com as diretrizes da FAA e retomar as operações o mais rápido possível e de forma segura”, afirmou Heilbron.

Em toda sua operação, a Copa Airlines possui 96 aeronaves. Assim, enquanto as investigações estiverem em vigor, a empresa conta com uma paralisação de cerca de 22% da sua frota total de aviões ou cerca de 80 voos diários em toda a operação.

Continua depois da publicidade

“Milhares de passageiros ficaram impossibilidades de chegar ao seu destino ou voltar para casa conforme seu itinerário original”, admite e executivo.

Efeito cascata

A suspensão temporária das operações da Copa é um efeito de um incidente que aconteceu em 6 de janeiro (sábado). Um avião Boeing 737 Max-9 da Alaska Airlines perdeu uma parte da fuselagem em pleno voo, o que fez a porta da aeronave abrir no ar e forçou o piloto a realizar um pouso de emergência em Portland, no Oregon (EUA). O episódio levou a Administração Federal de Aviação (FAA), agência regulatória de aviação americana, a suspender os voos de todas as aeronaves desse modelo nos Estados Unidos.

A medida também atingiu o Brasil, onde a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), seguindo a decisão da FAA, ordenou a suspensão das operações com esses modelos no espaço aéreo nacional.

A Copa Airlines é a única companhia aérea que opera esse tipo de aeronave no país. No total, são 79 voos semanais para o Panamá partindo de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Manaus e Porto Alegre. A empresa não confirmou se o avião que passa por inspeção era utilizado em todas as rotas do Brasil. O InfoMoney aguarda um retorno.

A companhia também não informou a quantidade de cancelamentos e de voos já atrasados no Brasil. Em nota alegou que “a informação está em constante mudança” e “para a maioria dos clientes afetados foi oferecida opção para continuar a viagem no prazo de 24 horas”.

A empresa diz manter “comunicação pro-ativa” com os clientes oferecendo “reagendamento prioritário em outros voos com base na disponibilidade, alterações de itinerário sem penalidade e reembolsos, bem como acomodação, embarque e despesas diversas quando necessário.”

O que o passageiro pode fazer?

No vídeo divulgado nesta terça (16), Diana Mizrachi, diretora de experiência do cliente da empresa, também aparece e traz as ações que a empresa está tomando para auxiliar os clientes durante esse período de cancelamentos.

A Copa está oferecedo as seguintes opções em alternativa aos cancelamentos:

Por fim, a empresa recomenda aos seus passageiros que verifiquem periodicamente o status de seus voos no site Copa ou no aplicativo móvel, sobretudo antes da ida ao aeroporto, além de seus e-mails para acompanharem eventuais atualizações.