Internet

Comissão aprova wi-fi gratuito e obrigatório em transporte público

As empresas não poderão usar a nova obrigação como justificativa para aumentar os preços das passagens

Por  Weruska Goeking

SÃO PAULO – A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados aprovou, na terça-feira (12), proposta que obriga a oferta gratuita de internet sem fio em transporte coletivo terrestre, aquaviário e aéreo doméstico. Pelo texto, as empresas não poderão usar a nova obrigação como justificativa para aumentar os preços das passagens.

O serviço de internet não poderá colocar em risco a segurança do transporte. A obrigação ficará a cargo da própria empresa de transporte ou de outra contratada.

A inciativa consta em um projeto de lei do deputado João Daniel (PT-SE) que recebeu parecer favorável do relator, deputado Wilson Beserra (PMDB-RJ), na forma de substitutivo. O parlamentar fez mudanças no texto original e incluiu no relatório um outro projeto que trata do mesmo assunto.

Com isso, a oferta de wi-fi passou a ser gratuita e obrigatória em outras modalidades de transporte. O texto original restringia o acesso apenas a metrôs, ônibus e trens.

Veículos e aeronaves

O acesso à internet deverá estar disponível nos veículos e aviões (em voos domésticos) em até 5 anos, com o seguinte cronograma: em pelo menos 10% até o primeiro ano; em pelo menos 30% até o segundo ano; em pelo menos 50% até o terceiro ano; em pelo menos 75% até o quarto ano; e em 100% dos veículos e aeronaves até o quinto ano

A proposta seguirá agora para a análise conclusiva da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Compartilhe