Com o calor elevado, como utilizar água de maneira eficiente e econômica?

Todos podem evitar excessos com o consumo de água, basta apenas seguir algumas regras básicas para ter sucesso na economia

SÃO PAULO – Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), cada pessoa necessita de cerca de 110 litros de água por dia para atender às necessidades de consumo e higiene próprios.

No Brasil, por exemplo, o consumo por pessoa extrapola os limites e pode chegar a mais de 200 litros por dia, o que significa desperdício financeiro e incômodo na hora de abrir a conta de água.

A justificativa de muitos consumidores, no entanto, pode estar concentrada na onda de calor que vem se manifestando na região Sudeste. Com 33,8°C, a cidade de São Paulo registrou no último final de semana a temperatura máxima deste verão.

De todo modo, com temperaturas quentes ou não, o consumidor deve prestar atenção no gasto da água, afinal, ninguém quer ter surpresas com os valores na conta.

Exercícios para o orçamento
Todos podem evitar excessos com o consumo de água, basta apenas seguir algumas regras básicas para ter sucesso na economia desse bem. Além da natureza agradecer, o bolso ficará ainda mais feliz.

De acordo com a Sabesp, nada de banhos demorados de 15 minutos, tudo deve ser rápido. Cinco minutos são suficientes para higienizar o corpo, tempo que pode economizar até 96 litros de água. 

Outra dica para a hora da limpeza pessoal é fechar o registro ao se ensaboar. Se o consumidor ainda aplicar nessa situação a regra dos cinco minutos, terá um gasto de 81 litros de água.

A mesma regra vale para a hora de fazer a barba, por exemplo. Ao passar cinco minutos com a torneira ligada, gasta-se 12 litros de água. Fechando a torneira de tempos em tempos o consumo cai para 2 a 3 litros.

Gastos
Segundo a Sabesp, a mangueira pode ser uma inimiga do orçamento. Utilizar o popular esguicho pode render perda de 279 litros de água ao lavar a calçada e de 560 litros ao lavar o carro.

PUBLICIDADE

A solução para economizar, em ambos os casos, é simples. No primeiro, basta a utilização de uma vassoura, enquanto no segundo o correto é usar o balde e pano para a limpeza do automóvel. O resultado dessa economia na lavagem do veículo é um gasto de 40 litros de água por mês.

A diferença no gasto da água pode ser observada em outras tarefas rotineiras na casa. Ao lavar a louça, sem desperdício, o consumo pode chegar a 20 litros de água.

Já quem for executar a mesma tarefa, com a torneira meio aberta por 15 minutos, irá consumir 117 litros de água. Na comparação com o gasto econômico de 20 litros, esse número é quase 6 vezes superior.