VW, Fiat, Citroën e Renault anunciam descontos de até R$ 14,5 mil; veja modelos e preços

Montadoras estão dando descontos além do anunciado pelo governo federal, e redução chega a 16,3% em alguns casos; confira lista completa

Giovanna Sutto | Lucas Sampaio

Publicidade

As montadoras de veículos começaram a anunciar nesta terça-feira (6) a redução no preço dos carros que custam menos de R$ 120 mil, um dia após o governo federal lançar oficialmente o programa de estímulo ao setor.

A Volkswagen foi a primeira empresa a se manifestar publicamente e anunciou que todas as suas concessionárias já estão prontas para aplicar os descontos de até R$ 9 mil nos seus carros. Ela também vai oferecer aos consumidores um bônus extra de até R$ 5 mil ou taxa zero nos financiamentos.

Renault, Citroën e Peugeot também divulgaram seus novos preços ontem, com descontos de até R$ 14,5 mil. É o caso do C3 1.0 First Edition, que ficou 16,3% mais barato (seu preço de tabela caiu de R$ 88.990 para R$ 74.490).

Masterclass Gratuita

Rota Liberdade Financeira

Aprenda a investir e construa um patrimônio do zero com o treinamento exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Nesta quarta-feira (7), foi a vez da Fiat anunciar seus novos preços. A versão com o maior desconto da montadora é o Cronos 1.0, tanto em termos absolutos (R$ 12,8 mil) quanto relativos (15,1%). Outros destaques são o Mobi Like (redução de 14,5% no preço) e do Pulse Drive 1.3 manual (que ficou R$ 11 mil mais barato).

Fiat e Renault são as únicas duas empresas que vão vender carros abaixo dos R$ 60 mil (uma das metas do governo quando anunciou o programa). Tanto o Kwid Zen quanto o Mobi Like terão um desconto de R$ 10 mil no preço e vão passar a custar R$ 58.990.

A lista oficial do governo federal, com 11 montadoras e 32 modelos de veículos, foi divulgada apenas no dia 14 de junho. São ao todo 233 versões de carros que terão descontos de R$ 2 mil a R$ 8 mil do governo (veja no link abaixo).

Continua depois da publicidade

Preços e modelos

O InfoMoney procurou as 11 montadoras que possuem carros que custam menos de R$ 120 mil — Caoa Cherry, Chevrolet, Citroën, Fiat, Honda, Hyundai, Nissan, Peugeot, Renault, Toyota e Volkswagen —, questionando quais modelos e versões serão contemplados pelos descontos e quais são os novos preços.

A reportagem ainda aguarda retorno da Caoa Cherry, da Chevrolet, da Hyundai e da Toyota. Veja abaixo as informações das demais empresas:

Citroën

A francesa Citroën, do grupo Stellantis (mesmo conglomerado da Fiat e da Peugeot), anunciou reduções nos preços de 8 versões de 2 modelos (o C3 e C4). O maior desconto é de 16% no C3 1.0 First Edition (R$ 14.500).

A empresa diz que todas as versões “receberam um complemento no bônus do governo para baixar ainda mais os preços”. Diz também que, para incluir o C4 Cactus Feel 1.6 no programa, reduziu seu preço de tabela de R$ 130.990 para R$ 114.990 — e, em cima deste valor, deu mais R$ 4 mil de desconto e recebeu mais R$ 4 mil de subsídio do governo (o que derrubou o preço da versão para R$ 105.990).

Carro Versão Tabela Fipe* Preço sugerido anterior Desconto total Redução Novo preço sugerido
C3 Live 1.0 Flex 6V 5p Mec. R$ 72.098 R$ 72.990 R$ 10.000 13,7% R$ 62.990
Live Pack 1.0 Flex 6V 5p Mec. R$ 80.300 R$ 80.990 R$ 10.000 12,3% R$ 70.990
Feel 1.0 Flex 6V 5p Mec. R$ 83.786 R$ 83.990 R$ 9.000 10,7% R$ 74.990
Feel 1.6 Flex 16V 5p Mec. R$ 91.490 R$ 91.990 R$ 7.000 7,6% R$ 84.990
Feel Pack 1.6 Flex 16V 5p Aut. R$ 97.796 R$ 97.990 R$ 4.200 4,3% R$ 93.790
First Edition 1.0 Flex 6V 5p Mec. R$ 87.829 R$ 88.990 R$ 14.500 16,3% R$ 74.490
First Edition 1.6 Flex 16V 5p Aut. R$ 101.279 R$ 102.490 R$ 7.500 7,3% R$ 94.990
C4 Cactus Feel 1.6 16V Flex Aut. R$ 126.948 R$ 114.990** R$ 4.000 3,5% R$ 105.990

* Tabela Fipe de maio, de antes do anúncio do governo
** Montadora reduziu preço público sugerido da versão de R$ 130.990 para R$ 114.990 para incluí-lo no programa

Fiat

A Fiat é a montadora com mais carros beneficiados pelo programa do governo, com 6 modelos e 21 versões que se enquadram nos requisitos. O maior desconto é no Cronos 1.0 tanto em termos absolutos (R$ 12,8 mil) quanto relativos (15,1%).

O segundo maior desconto absoluto é o do Pulse Drive 1.3 manual, que ficou R$ 11 mil mais barato (seu preço sugerido caiu de R$ 100.990 para R$ 89.990, uma redução de 10,9%). O segundo maior desconto relativo é o do Mobi Like 1.0 Fire, cujo preço caiu 14,9% (de R$ 68.990 para R$ 58.990).

Como o desconto do governo varia de R$ 2 mil a R$ 8 mil, dependendo da versão do carro, a Fiat afirma que as reduções totais dos seus modelos chegam a ser o dobro do oferecido pelo programa governamental em algumas versões.

Carro Versão Tabela Fipe* Preço sugerido anterior Desconto total Redução Novo preço sugerido
Mobi Like 1.0 Fire Flex 5p R$ 68.273 R$ 68.990 R$ 10.000 14,5% R$ 58.990
Trekking 1.0 Flex 5p R$ 72.808 R$ 72.990 R$ 7.700 10,5% R$ 65.290
Argo 1.0 6V Flex. R$ 78.183 R$ 79.790 R$ 9.800 12,3% R$ 69.990
Drive 1.0 6V Flex R$ 82.002 R$ 83.190 R$ 8.000 9,6% R$ 75.190
Trekking 1.3 8V Flex R$ 89.836 R$ 89.990 R$ 6.000 6,7% R$ 83.990
Drive 1.3 8V Flex Aut. R$ 92.243 R$ 92.990 R$ 5.000 5,4% R$ 87.990
Trekking 1.3 8V Flex Aut. R$ 97.325 R$ 97.990 R$ 5.000 5,1% R$ 92.990
Cronos 1.0 6V Flex R$ 83.578 R$ 84.790 R$ 12.800 15,1% R$ 71.990
Drive 1.0 6V Flex R$ 87.677 R$ 88.890 R$ 10.700 12,0% R$ 78.190
Drive 1.3 8V Flex R$ 92.841 R$ 89.990 R$ 6.000 6,7% R$ 83.990
Drive 1.3 8V Flex Aut. R$ 98.768 R$ 97.990 R$ 9.700 9,9% R$ 88.290
Precision 1.3 8V Flex Aut. R$ 106.209 R$ 109.890 R$ 9.700 8,8% R$ 100.190
Pulse Drive 1.3 8V Flex Mec. R$ 98.581 R$ 100.990 R$ 11.000 10,9% R$ 89.990
Drive 1.3 8V Flex Aut. R$ 105.917 R$ 107.990 R$ 5.000 4,6% R$ 102.990
Audace 1.0 Turbo 200 Flex Aut. R$ 118.840 R$ 119.990 R$ 10.000 8,3% R$ 109.990
Strada Strada Endurance 1.4 Flex 8V CS Plus R$ 98.328 R$ 99.990 R$ 4.000 4,0% R$ 95.990
Strada Freedom 1.3 Flex 8V CS Plus R$ 103.679 R$ 105.990 R$ 5.000 4,7% R$ 100.990
Strada Freedom 1.3 Flex 8V CD R$ 109.760 R$ 111.290 R$ 3.300 3,0% R$ 107.990
Strada Volcano 1.3 Flex 8V CD R$ 114.298 R$ 112.990 R$ 4.000 3,5% R$ 108.990
Strada Volcano 1.3 Flex 8V CD Aut. R$ 121.468 R$ 118.990 R$ 4.000 3,4% R$ 114.990
Fiorino Fiorino Endurance EVO 1.4 Flex 8V 2p R$ 109.069 R$ 111.990 R$ 5.250 4,7% R$ 106.740

* Tabela Fipe de maio, de antes do anúncio do governo

Renault

A Renault não divulgou quais são as versões que vão ter a redução de preços, os descontos do governo federal e os novos valores de seu veículos beneficiados. Em nota, a montadora francesa destacou apenas o Kwid Zen 1.0, que vai custar menos de R$ 60 mil.

Ela disse apenas que “está concedendo um incentivo adicional de R$ 2.000 no Kwid Zen, além do desconto de R$ 8.000 anunciado pelo governo federal, para estimular a cadeia automotiva, reduzir emissões de carbono e renovar a frota”.

Com a redução de R$ 10 mil no preço, o Kwid Zen passou de R$ 68.990 para R$ 58.990.

Peugeot

A Peugeot divulgou apenas as reduções nos preços de duas versões do seu 208 (Like e Style), que receberão descontos de até R$ 11 mil.

Carro Versão Tabela Fipe* Preço sugerido anterior Desconto total Redução Novo preço sugerido
208 Like 1.0 Flex 6V 5p Mec. R$ 83.136 R$ 69.990 R$ 7.000 10,0% R$ 62.990
Style 1.0 Flex 6V 5p Mec. R$ 91.217 R$ 86.990 R$ 11.000 12,6% R$ 75.990

* Tabela Fipe de maio, de antes do anúncio do governo

Volkswagen 

A Volkswagen, a primeira montadora a anunciar os novos valores, reduziu o preço de 11 versões de 4 modelos: Polo, Virtus, Saveiro e T-Cross.

O maior desconto proporcional é no Polo 1.0 MPI, que terá redução de 9,3% (para R$ 78.390). Já o T-Cross Sense automático é o que recebeu o maior desconto total (R$ 9 mil).

O menor desconto da montadora (3,6%) é do Polo Confortline TSI, que passou a custar R$ 102.500.

Carro Versão Tabela Fipe* Preço sugerido anterior Desconto total Redução Novo preço sugerido
Polo Track 1.0 MPI R$ 82.029 R$ 82.290 R$ 7.300 8,9% R$ 74.990
Polo 1.0 MPI Flex 12V 5p R$ 85.177 R$ 86.390 R$ 8.000 9,3% R$ 78.390
1.0 TSI Flex 12V 5p R$ 95.435 R$ 95.990 R$ 6.000 6,3% R$ 89.990
Comfortline TSI 1.0 Flex 12V Aut. R$ 106.255 R$ 106.290 R$ 3.790 3,6% R$ 102.500
Highline TSI 1.0 Flex 12V Aut. R$ 113.283 R$ 113.290 R$ 5.000 4,4% R$ 108.290
Virtus TSI 1.0 Flex 12V 4p Mec. R$ 104.832 R$ 104.390 R$ 5.500 5,3% R$ 98.890
TSI 1.0 Flex 12V 4p Aut. R$ 113.947 R$ 115.390 R$ 4.500 3,9% R$ 110.890
Saveiro Cabine Simples Robust 1.6 Total Flex 16V R$ 94.084 R$ 94.490 R$ 4.300 4,6% R$ 90.190
Cabine Simples Trendline 1.6 Total Flex 16V R$ 100.548 R$ 99.380 R$ 4.300 4,3% R$ 95.080
Cabine Dupla Robust 1.6 Total Flex 16V R$ 109.488 R$ 108.780 R$ 4.300 4,0% R$ 104.480
T-Cross Sense 200 TSI 1.0 Flex 5p Aut. R$ 113.355 R$ 116.550 R$ 9.000 7,7% R$ 107.550

* Tabela Fipe de maio, de antes do anúncio do governo

Nissan

A Nissan afirmou, por meio de nota, que “está avaliando os detalhes da medida para aplicar o mais rapidamente possível a redução dos preços nos modelos e versões que se enquadram nas medidas de incentivo anunciadas pelo governo”.

Honda

A Honda tem um único modelo elegível ao programa de descontos (City Sedan EX 1.5 automático) e ainda não divulgou a redução no preço desta versão. A empresa diz apenas que o preço público sugerido do carro é de R$ 118.700, o que o enquadra no limite do governo (abaixo dos R$ 120 mil).

“A empresa aguarda a publicação da lista pelo governo dos veículos que se enquadram no programa”, afirmou em nota. “A Honda encontra-se em um momento de lançamentos de novos modelos, que vem sendo muito bem aceitos pelo mercado e dentro do planejado, sem estoque excedente”.

Toyota

A Toyota informou apenas que 4 versões de 2 modelos seus são elegíveis ao programa: o Yaris Hatchback e o Yaris Sedan (ambos nas versões XL e XS). Mas a empresa ainda não divulgou os novos preços.

Sem os descontos, o Yaris pode ser comprado a partir de R$ 97.990.

Programa para carros ‘populares’

O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin (PSB), e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), anunciaram na segunda-feira (5) o modelo final do programa de desconto para “carros populares”.

Ele foi revisado em relação à primeira divulgação, feita no fim de maio apenas pelo vice-presidente.

Antes, o desconto seria de 1,5% a 10,96% no preço final dos carros, devido ao corte de tributos federais (IPI, PIS e Cofins). Agora, o desconto passa a ser de 1,6% a 11,6%, limitado a no mínimo R$ 2 mil e no máximo R$ 8 mil, direto no preço final do carro comprado pelo consumidor.

O governo manteve as três variáveis que serão usadas para calcular o desconto de cada modelo:

Exclusivo para pessoas físicas?

As vendas com desconto serão exclusivas para consumidores comuns nos primeiros 15 dias, mas esse prazo pode ser estendido por mais 15 dias.  Depois desse período, empresas também poderão se beneficiar dos descontos.

A previsão do governo é que o programa dure até 120 dias, mas como há um limite de R$ 500 milhões para as isenções para carros, pode ser que ele acabe antes (há também mais R$ 1 bilhão para caminhões e ônibus). Alckmin fez questão de destacar, quando anunciou o programa pela primeira vez em maio, que ele seria transitório, até que os juros comecem a cair.

O plano também prevê subsídios para a redução do preço de caminhões e ônibus (o que não estava precvisto no pacote inicial). O programa vai estimular que motoristas entreguem seus caminhões e ônibus antigos e usem o valor do seu veículo como desconto na compra de um novo.

Haddad afirmou otenrm que o programa estimula a indústria automotiva, que está com ameaças de férias coletivas e demissões. O ministro acredita que, com diminuição das taxas de juros, o mercado de crédito deve “voltar à normalidade” e o programa “serve de ponte” até a economia melhorar.

(Com Estadão Contéudo)

Giovanna Sutto

Repórter de Finanças do InfoMoney. Escreve matérias finanças pessoais, meios de pagamentos, carreira e economia. Formada pela Cásper Líbero com pós-graduação pelo Ibmec.