Carnaval tardio eleva gastos dos turistas e mantém hotéis ocupados

Segundo presidente da Abih-RJ, Carnaval no início de março aumenta arrecadação de recursos para os municípios

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Carnaval tardio representa maiores gastos dos turistas estrangeiros no País e hotéis ocupados por mais tempo.

Para o presidente da Abih-RJ (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro), Alfredo Lopes de Souza Júnior, a festa típica no início de março só traz ganhos econômicos para o País.

“Com certeza, todas as vezes que o Carnaval foi para março, nós tivemos a real presença de turistas aqui no Brasil, principalmente do mercado internacional”, afirmou, de acordo com a Agência Brasil. “E, logicamente, se você colocar aí [gastos por turista] de US$ 250 por dia, isso é um incremento enorme na economia dos municípios”, afirmou.

Com esse cenário, o evento tardio também ajuda no aumento de vagas no mercado de trabalho. “Cada quarto gera quatro oportunidades de trabalho diretas e indiretas. E toda a cadeia produtiva da área de receptivo da cidade é aumentada”, disse Souza.

Rio de Janeiro
Na capital fluminense, Souza afirmou que os hotéis da cidade já estão com reservas fechadas para todo o mês de fevereiro. “E para o carnaval, nós já estamos com 80% de ocupação”, disse, ainda segundo a agência.

Segundo a associação, a cidade fluminense conta com 29 mil quartos. No estado, existem 40 mil. Contudo, Souza espera um aumento na oferta em todas as categorias de quarto. A previsão até a Copa do Mundo é que a cidade tenha mais 4,5 mil quartos. E outros 5,5 mil até a Olimpíada.

“O incremento na rede hoteleira vai ocorrer em todo o estado do Rio, por conta que a Copa do Mundo irradia a ocupação para municípios situados a 150 ou 180 quilômetros da capital”, disse. “E também, devido às obras de infraestrutura que estão sendo efetuadas e dos polos de desenvolvimento do interior do estado que estão muito aquecidos”.