Tecnologia

Android ou Chrome OS: qual sistema o Google continuará a desenvolver?

Os dois sistemas operacionais passaram a interagir entre si recentemente

SÃO PAULO – O criador do Android e vice-presidente sênior para dispositivos móveis e conteúdo digital do Google, Andy Rubin, deixou seu cargo na última quarta-feira (13). O seu sucessor será o vice-presidente sênior do Google Chrome e seus aplicativos, Sundar Pichai. O que parece ser uma simples mudança de liderança, na verdade pode causar um futuro problema para a empresa: escolher qual sistema operacional continuará desenvolvendo, o Android ou o Chrome OS.

De acordo com o jornal americano The Wall Street Journal, o Chrome OS é um dos principais projetos de Pichai; e colocá-lo na liderança do Android poderia facilmente gerar atrito entre os dois sistemas. Se o Google quiser avançar entre os dispositivos móveis, não poderá manter ambos os sistemas operacionais funcionando.

Android
O Android, que foi criado em 2003 por uma empresa independente, na qual Rubin era co-fundador, é hoje uma força massiva e crescente no setor de tecnologia móvel. Ele está disponível para mais de 750 milhões de dispositivos de dezenas de fabricantes, além de responder por 70% das remessas globais de smartphones, segundo dados do IDC.

Chrome OS
Lançado em 2007, o Chrome OS é um sistema operacional projetado para trabalhar com aplicativos de web. Ele é destinado, principalmente, para computadores, tanto que o Google lançou os Chromebooks em 2011.

Semelhanças e diferenças
Antigamente, o Chrome OS não visava laptops com tela touch, enquanto o Android era voltado para smartphones e possuía seu próprio navegador. Porém, agora, ambos passaram a interagir um com o outro: o Chrome virou o navegador padrão do Android e é aceito em tanto dispositivos touchscreen quanto os não touch. Já o Android começou a fazer parte de tablets e TVs.

Compartilhe