Enfim, uma boa notícia para o setor que tanto sofreu na bolsa em 2017

A boa notícia recai sobre os acionista da Sabesp após a empresa ter informado ontem à noite que fechou um acordo com Guarulhos para renegociação de uma dívida de R$ 2,9 bilhões; pelos cálculos do BTG Pactual, somente isso trará um impacto de R$ 3,00 na ação da empresa - sem contar outras portas que podem se abrir com a notícia 

SÃO PAULO – O setor de saneamento básico, que sofreu tantos solavancos em 2017 (quem não se lembra das revisões tarifárias da Sanepar e Copasa no primeiro semestre, que provocou uma derrocada das ações na bolsa?) , enfim, pode ter um motivo para comemorar – em específico, para aqueles que são acionistas da Sabesp (SBSP3). Isso porque ontem à noite o município de Guarulhos concordou em renegociar uma dívida de R$ 2,99 bilhões que tem com a empresa.

A proposta contempla um corte de 30% da dívida (de R$ 2,99 bilhões), para R$ 2,1 bilhão, um valor que seria pago ao longo de 40 anos, com a incidência de juros de 0,5% ao mês e correção pelo IPCA. A disputa refere-se ao não pagamento da conta de água que Guarulhos recebe no atacado da Sabesp.

Receba os “Insights do Dia” direto no seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se.

PUBLICIDADE

Trazido a valor presente, o montante representa um impacto de cerca de R$ 3,00 na ação, dizem os analistas João Pimentel, Antonio Junqueira e Gustavo Castro, que assinam um relatório do BTG Pactual divulgado nesta quarta-feira (30). E mais do que isso: abre espaço para uma renegociação das dívidas com os outros municípios que sofrem do mesmo problema, como Mauá e Santo André, cujas dívidas podem chegar a R$ 4,3 bilhões. Assumindo que essas dívidas sejam pagas nos mesmos moldes propostos por Guarulhos, chega-se a um valor adicional de R$ 4,40 no preço-alvo do papel da Sabesp, comentam.

Em meio à boa notícia e ao fato que nenhum dos pontos mencionados acima estão incorporados ao modelo, eles reiteraram recomendação de compra para a ação. Os analista ponderam, contudo, que a proposta de renegociação da dívida ainda está sujeita à aprovação do conselho de administração da Sabesp e também deve ser analisada pelo conselho municipal de Guarulhos.

Apesar do cenário positivo para a companhia, os papéis da companhia expressam pouco otimismo na bolsa hoje. Às 12h25 (horário de Brasília), as ações SBSP3 subiam 0,66%, a R$ 31,81, após terem atingido na máxima do dia alta de 0,73%, a R$ 31,83. 

 Gostou desta análise? Clique aqui e receba-as direto em seu e-mail!

Paula Barra