Negociação sobre o Orçamento é marcada por tensão entre relator do texto e Ministério da Economia

Márcio Bittar demonstra incômodo junto a interlocutores a respeito da forma como o time econômico tem se posicionado no debate

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
O senador Marcio Bittar (MDB-AC), em reunião da Comissão Mista do Orçamento (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

Em reação a sinais emitidos pelo Ministério da Economia de que poderia recomendar o veto integral às emendas de relator aprovadas no Orçamento e enviar um novo PLN ao Congresso, o relator do texto, Márcio Bittar, articula um movimento para frear a iniciativa em conjunto com lideranças e a cúpula do Senado. O senador quer levar o assunto ao conhecimento de Bolsonaro para que atue como árbitro entre as duas forças.

Bittar demonstra incômodo junto a interlocutores a respeito da forma como o time econômico tem se posicionado no debate e reafirma que tudo foi construído em conjunto com o Ministério — a versão de que estava tudo acordado, no entanto, não é compartilhada pelo time econômico.

O senador avalia convocar uma coletiva de imprensa para expor o processo caso não haja disposição da Economia para encontrar uma solução negociada.

Uma das possibilidades à mesa é fazer remanejamentos a pedido do próprio relator. Para recompor despesas obrigatórias – como para a Previdência – a partir dessas alterações seria preciso o envio de um PLN que permitisse essa realocação.

Na visão de Bittar, a solução pode ser mais simples e menos traumática do que os caminhos estudados pela Economia.

O Ministério, no entanto, acompanha com atenção o posicionamento que o TCU pode dar a respeito do Orçamento. Técnicos que analisam o tema têm dúvidas se a mera sanção da lei pode dar margem a interpretações de que foram cometidas pedaladas, ou se isto só ocorreria a partir da execução de fato do Orçamento.

Há expectativa sobre o posicionamento que a Corte de Contas vai adotar para que a equipe econômica, a partir daí, tome também uma decisão.

Receba o Barômetro do Poder e tenha acesso exclusivo às expectativas dos principais analistas de risco político do país
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

XP Política