Política global

Dias agitados no ambiente político global. Dias menos aquecidos no noticiário econômico.

Alexandre Aagesen

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Publicidade

O analista político global não teve feriado ontem. Se tinha algum em Campos do Jordão, já não tem mais. A maior pauta, claro, fica com a maior gravata. Acusado, e agora considerado culpado, de 34 crimes – principalmente financeiros – o ex-presidente Trump ainda vai aguardar a sentença por uns 2 meses, que pode variar de multas e fiança, até prisão (menos provável). Mais provável parar em fiança mesmo, ou uma condicional, no máximo. Cabe ainda recurso, claro, e nenhum desses crimes que ele está respondendo o proíbem de concorrer à Casa Branca, mas claro que toda essa história impacta diretamente nas eleições do fim do ano. Mas não sei dizer para qual lado.

Um pouco mais ao sul, no México, no fim de semana teremos eleições. Em meio à onda de violência civil e política que o país vem enfrentando (nada menos que 34 candidatos e pré-candidatos foram assassinados nos últimos 12 meses), os eleitores vão decidir por uma continuidade do trabalho de Lopez Obrador, com Claudia Sheinbaum, ou uma mudança de rumo, com Xóchitl Gálvez, as duas principais candidatas. Sim, duas mulheres – vale o registro histórico. E falando em “mais ao sul”, mas em outro continente, a África do Sul passou por eleições também e pela primeira vez desde Nelson Mandela, podemos ter mudança no partido governista. Enquanto escrevo, ainda não temos dados oficiais, mas mesmo que o partido governista siga à frente do país, vai precisar fazer uma coligação – normalmente conseguia governar sozinho. A África do Sul é um país presidencialista, mas a eleição é indireta, parecido com o modelo parlamentarista.

Além da política, temos sempre um monte de dados, claro. Você viu o Livro Bege na quarta. Viu o PIB ontem. Viu o Jobless Claims. Viu a dinâmica recente de preços de cobre. Se não viu, eu te digo: Todos estão apontando pra mesma direção, e é para o Sul. Não é uma queda abrupta, pelo menos ainda não, mas chama atenção, e vale acompanhar. E daqui 5 minutos sai o PCE. Boa sorte.

Continua depois da publicidade

Ficou com alguma dúvida ou comentário? Me manda um e-mail aqui.

Tópicos relacionados

Autor avatar
Alexandre Aagesen

Com mais de 16 anos de mercado financeiro, é CFA Charterholder, CAIA Charterholder, autor do livro "Formação para Bancários", professor convidado e Investor na XP Investimentos