Fechar Ads

Decisão do Fed não surpreende, mas gogó de Banqueiro Central tem poder

Fed traz discurso Dovish, BCB mantêm o discurso, e mercados surfam alta nos últimos minutos de pregão.
Por  Alexandre Aagesen
info_outline

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Errei. E não sei quem errou mais ontem: Se fui eu falando que o FOMC ia “jurar juradinho” que ia manter juros altos, ou se foi o FOMC em não o fazer. Manteve os juros estáveis, como sabíamos que faria. Mas o tom, foi de quem está cortando. Dot Plot, comunicado e até o próprio Jerome Burns*… digo, Powell. Jogaram a toalha, completamente. Mercado foi à loucura. Juros de 10 anos abaixo de 4%, bolsas na lua e bora correr pro abraço. Minha nossa senhora do tourinho! Ora, que eu errei, não há dúvidas. Mas se o FOMC não errou, tenho más notícias. Se o FOMC não errou, meu amigo, é que alguma coisa já quebrou, e você ainda não sabe o que. Nevertheless, meanwhile, S&P e Nasdaq estão à centímetros do ATH – o ponto máximo histórico.

Aqui no Brasil, o COPOM cortou (como sabíamos que ia cortar), disse que ia continuar cortando (como sabíamos que ia dizer) e mesmo assim conseguiu ser mais hawkish do que o Fed. O trecho que diz que vai seguir o mesmo ritmo nas (plural) próximas (plural) reuniões (plural) é IDENTICO ao da reunião passada. Quem esperava uma portinhola de 0.75, vai ficar esperando… pelo menos até a ata, terça que vem. Errei de novo (é raro, mas acontece muito).

Ainda hoje temos mais um erro meu programado: BCE toma decisão. Imagino eles na sala, pensando o que fazer com a decisão do Fed de ontem. Rasguem os planos e escrevam outros. E ainda hoje, precisamos atualizar planos por aqui também. Afinal, o mercado teve apenas algumas dezenas de minutos para levar o Ibovespa 3 mil pontos pra cima. Sem chance de alguém ter feito conta.

*Se você não pegou essa referência, não se culpe. Arthur Burns foi presidente do Fed no fim dos anos 70, e reconhecidamente mal-sucedido na luta contra a inflação. Quem resolveu o problema, foi Paul Volcker, o próximo chairman. Powell morre de medo de ser o Burns dessa geração, e gosta de pensar que é o Volcker. Não é.

Ficou com alguma dúvida ou comentário? Me manda um e-mail aqui.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Alexandre Aagesen Com mais de 15 anos de mercado financeiro, é CFA Charterholder, autor do livro "Formação para Bancários", host do podcast "Mercado Aberto" e Investor na XP Investimentos

Compartilhe

Mais de One Page

One Page

O balanço de Nvidia

Depois do pregão, vamos acompanhar de perto o balanço (e o guidance) de Nvidia. Os números e, principalmente, os desdobramentos secundários