Uma Parceria de Esperança

As boas causas são muitas e não faltam iniciativas carentes de apoio ou patrocínio. A dificuldade é identificar, entre todas elas, as que estão estruturadas para alcançarem bons resultados e níveis superiores de eficácia no aproveitamento dos patrocínios e na busca dos objetivos pretendidos. E que, além da boa performance, apresentem garantias de seriedade, de probidade na gestão e de idoneidade nos princípios.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Já mencionei diversas vezes neste blog a minha convicção de que as empresas bem-sucedidas têm responsabilidades e obrigações diante da sociedade e do ambiente que lhes proporcionaram o êxito e o sucesso. E uma parte importante desses compromissos está consubstanciada na obrigação, que cada empresa tem, de contribuir para a efetiva melhoria da qualidade de vida e da perspectiva de ascensão social ou de progresso humano das comunidades mais diretamente envolvidas com as respectivas atividades ou daquelas que lhe são mais próximas. O nosso grupo empresarial tem perfeita consciência disso, há muito tempo, e vem apoiando, em escala significativa, importantes iniciativas e atividades que buscam esses mesmos objetivos. Já registrei neste espaço, no tópico “Cidade dos Meninos: Um Projeto de Deus”, um exemplo de iniciativa benemérita que vêm contando com o nosso entusiasmado apoio.

As boas causas são muitas e não faltam iniciativas carentes de apoio ou patrocínio. A dificuldade é identificar, entre todas elas, as que estão estruturadas para alcançarem bons resultados e níveis superiores de eficácia no aproveitamento dos patrocínios e na busca dos objetivos pretendidos. E que, além da boa performance, apresentem garantias de seriedade, de probidade na gestão e de idoneidade nos princípios. Selecionar, criteriosamente, esses patrocínios e parcerias faz parte do desafio e, até mesmo, do próprio compromisso empresarial que está na origem desse esforço. Assim, quando surge uma oportunidade reconhecidamente meritória, o apoio precisa ser dado. E a parceria merece ser festejada.

É o caso do termo de parceria que firmamos no dia cinco deste mês, com o Espaço Criança Esperança de Belo Horizonte (ECE-BH), projeto que já demonstrou, em seus dez anos de existência, resultados extraordinariamente bons em seus objetivos e métodos. Iniciativa original da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), em parceria com a TV Globo, com a PUC Minas (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais) e com a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, o ECE-BH abriga um projeto educacional para crianças e adolescentes (de 6 a 18 anos), complementado por assistência familiar, de saúde e de lazer, incluindo, além da formação principal, o treinamento profissional em mais de duas dezenas de oficinas específicas, as atividades lúdicas e esportivas. Toda essa valiosa assistência já alcançou mais de seis mil jovens e vem sendo desenvolvida na sede da instituição, localizada ma Rua Desembargador Mário Matos, no Aglomerado da Serra, região especialmente carente e fragilizada da cidade de Belo Horizonte.

O termo de parceria que a MRV firmou desta vez, juntamente com outras instituições “amigas do ECE-BH” (CODEME Engenharia S.A. e SICEPOT – Sindicato da Indústria da Construção Pesada em Minas Gerais) tem por objetivo garantir o apoio financeiro necessário à construção de uma nova sede para o ECE-BH, segundo um avançado e moderno projeto arquitetônico desenvolvido pelo Escritório Anastasia Arquitetos. Esse novo prédio, que será edificado no mesmo local da sede atual e que deverá estar concluído em 2014, contará com quase dois mil metros quadrados de área construída, disposta em cinco pavimentos, que abrigarão, entre outros espaços específicos, oficinas de dança, de música, de artes e de cultura digital, e salas para educação técnica, para atendimento psicossocial, além de biblioteca, auditório, quadras esportivas e piscina.

Colaborar com a viabilização de uma infraestrutura educacional dessa natureza já seria, por si só, motivo de muito entusiasmo. No entanto, temos uma motivação ainda maior: estou particularmente convencido de que o nosso desenvolvimento como nação depende, antes de tudo, da formação dos jovens segundo padrões elevados de educação, de ética e de comportamento socialmente ajustado. Tudo o que o ECE-BH se propõe a oferecer. 

Rubens Menin