Trainees

De início, quero destacar a qualidade dos trabalhos apresentados por esses jovens profissionais. Em geral, essa boa qualidade não ficou evidenciada apenas na forma de apresentação do conhecimento reunido e das soluções propostas após um período de imersão de 18 meses.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Em outubro de 2012 publiquei, neste blog, o tópico Carreira Profissional (5), no qual abordei a exitosa seqüencia dos Programas de Trainee ativados pela MRV Engenharia nos últimos anos. Agora, com a conclusão de mais um desses programas, ocorrida no último dia 29 de agosto – ocasião em que foi feita a apresentação final dos projetos elaborados pelos trainees que ingressaram na nossa construtora no exercício de 2013 –, decidi voltar ao assunto para uma abordagem atualizada.

De início, quero destacar a qualidade dos trabalhos apresentados por esses jovens profissionais. Em geral, essa boa qualidade não ficou evidenciada apenas na forma de apresentação do conhecimento reunido e das soluções propostas após um período de imersão de 18 meses.Mais do que isso, avalio a boa qualidade geral dessa experiência pelo entusiasmo dos trainees e pela variedade de soluções criativas apresentadas para os problemas correntes da companhia, sempre com a visão integrada das diversas áreas do negócio e dos variados segmentos abrangidos no treinamento, propiciada pelo sistema “job rotation”.

A partir desse pano de fundo, acho importantíssimo salientar a contribuição desse tipo de programa para o recrutamento subseqüente de jovens profissionais com formação superior, criativos, ousados e providos de ambição para alcançar os níveis decisórios da empresa, ingredientes essenciais para companhias que apresentam processos continuados de crescimento e expansão. Junto com isso, o programa representa uma base essencial para que esses mesmos jovens, bem capacitados e dispostos à inovação, possam mergulhar na cultura da empresa, absorvendo os seus valores e observando diretamente a diversidade de aspectos próprios de cada departamento ou seção, atributos exigidos de todos os que vierem a exercer funções gerenciais elevadas ou de liderança setorial com nível superior de responsabilidade. Por esse lado, os programas ativados pela MRV têm apresentado sucesso crescente, seja pela melhoria dos critérios de seleção dos participantes, seja pela própria experiência reunida pela companhia nas etapas antecedentes.

O fato é que, o término exitoso de mais uma etapa do Programa de Trainee reforça a nossa convicção de termos escolhido a ferramenta certa para recrutamento capacitado e seletivo, com vistas à preparação de longo prazo para futuros quadros gerenciais. Os resultados, mais uma vez, comprovaram a validade da nossa escolha em favor desse tipo de atuação. E é por essa razão, que o número de vagas oferecidas tem aumentado a cada nova etapa. Acredito na continuidade desses Programas no futuro e até na melhoria progressiva de seus resultados. O relato feito neste tópico, além do justo reconhecimento do mérito dos Trainees, tem, também, o propósito secundário de estimular outros empreendedores a fazerem uso dessa boa e moderna ferramenta para a ampliação e formação de quadros capacitados e ajustados.

Rubens Menin