2014, um ano vitorioso

Apesar das dificuldades conjunturais, 2014 foi um ano que trouxe muita satisfação à Construtora e aos públicos que mencionei. Tivemos um desempenho superior neste exercício. Alcançamos o número de 24.824 colaboradores diretos na administração e nos canteiros de obras que operamos em 130 cidades brasileiras.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Tenho feito, a cada final de ano, uma avaliação resumida sobre o desempenho da nossa Construtora (MRV Engenharia) durante o exercício. Procuro, nessas ocasiões, dividir com os nossos clientes, acionistas, colaboradores, fornecedores e parceiros, informações sobre os eventuais sucessos e fracassos, preocupações e alegrias, previsões e realizações, usando, sempre que possível, uma linguagem de simples compreensão e imagens comparativas. Vou manter a tradição, mais uma vez.

Apesar das dificuldades conjunturais, 2014 foi um ano que trouxe muita satisfação à Construtora e aos públicos que mencionei. Tivemos um desempenho superior neste exercício. Alcançamos o número de 24.824 colaboradores diretos na administração e nos canteiros de obras que operamos em 130 cidades brasileiras. A esse enorme contingente, há que se somar os colaboradores indiretos que se dedicam à consecução dos nossos objetivos e metas, no âmbito de mais de nove mil fornecedores e parceiros com os quais agimos em estreita colaboração.

Mais uma vez, ao cumprirmos eficientemente os nossos propósitos e, com isso, buscarmos padrões mais elevados de desempenho, demos uma contribuição extraordinária ao país, ajudando a diminuir o déficit habitacional brasileiro e a equacionar parte significativa da justa demanda das famílias por moradias seguras e confortáveis. Entregamos, neste exercício, 40 mil chaves a novos proprietários. Para efeito de comparação, esse ritmo corresponde ao de se construir, a cada três anos, uma cidade do porte de Olinda, em Pernambuco. Expresso de outra forma esse ritmo de construção fica anda mais contundente: a marca de 40 mil unidades construídas e comercializadas em um único ano corresponde à entrega das chaves de uma nova habitação a cada três minutos e meio, ou seja, o tempo necessário à preparação de um prato de macarrão instantâneo.

O mais importante é que esses dados e comparações não se constituem em acontecimentos atípicos e se justapõem a uma longa seqüência de anos exitosos. Por conta da história da Construtora, um a cada 300 brasileiros mora atualmente em um imóvel construído com a marca MRV. É muita coisa; e não resisto ao uso de outras comparações: o volume de concreto aplicado nessas obras já é 665 vezes superior ao maciço do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro, e formaria uma pilha estável com 30 vezes a altura do Monte Everest, no Himalaia. Esses números são portentosos, mas o nosso orgulho é ainda maior em decorrência do cumprimento da meta mais importante que é contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos nossos clientes e das comunidades existentes no entorno das áreas em que edificamos. De fato, somente em 2014, a MRV investiu mais de R$ 90 milhões em urbanização, com a construção de praças e parques, vias públicas, sistemas de abastecimento de água e de coleta e tratamento de esgotos, além da implantação de escolas, creches e postos de saúde. Demos continuidade ao nosso programa de plantio de árvores, com o lançamento, apenas em 2014, de mais de 100 mil novas mudas de espécies apropriadas. Aliás, para não fugir de outra comparação, a área arborizada em 2014 corresponde a cerca de 85 vezes a área construída do Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

Ainda nessa vertente, tenho particular alegria com o feito de termos alcançado, neste exercício, a meta de segregar e reciclar adequadamente 58,54% do total de resíduos gerados em nossas obras. Essa é uma meta tão importante como as comemoradas conquistas dos Certificados ISO 14001 e OHSAS 18001.  Relato com especial orgulho os resultados alcançados neste ano de 2014 pelo projeto “Escola Nota 10” ativado pela Companhia, há já algum tempo. Atingimos 96 escolas de alfabetização e capacitação em 280 diferentes canteiros de obras, beneficiando mais de 1.970 colaboradores e vizinhos.

Esses foram, resumidamente, alguns dos resultados obtidos no exercício que se encerra dentro de poucos dias. E tenho a convicção de que poderemos relatar e comemorar paradigmas iguais ou melhores que esses ao final do ano de 2015.

Rubens Menin