Está no ar o trailer de “The Big Short”, filme que fala sobre a crise de 2008; assista

Filme contará a história de quatro investidores que ganharam toneladas de dinheiro apostando contra os grandes bancos de Wall Street durante a crise do subprime

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – No início deste ano foi anunciada a adaptação para o cinema do livro “The Big Short”, livro escrito por Michael Lewis sobre a bolha imobiliária nos EUA e a crise de 2008. Tentando correr para se tornar elegível para a disputa do Oscar de 2016, a Paramount anunciou o lançamento do longa para dezembro deste ano e publicou o primeiro trailer nesta semana.

A trama conta a história de 4 investidores que pouco antes do estouro da crise de 2008 decidiram apostar contra os bancos após “preverem” o colapso que estava por vir. Um deles, o gestor da Scion Capital, Michael Burry, chegou a ir atrás de grandes instituições como o Goldman Sachs para criar CDSs (Credit Default Swaps) – que funcionam como seguros contra calote de títulos – por meio das quais ele poderia operar vendido nos títulos subprime.

Sem apoio e investindo alto em suas previsões, o grupo ganhou destaque pelo grande lucro conquistado com a crise. A Cornwall Capital de James Mai, por exemplo, conseguiu ganhar US$ 105 milhões a partir de uma aposta de US$ 300 mil contra o Bear Stearns.

Seguindo o sucesso que foi “O Lobo de Wall Street”, grandes nomes de Hollywood estão no elenco, com astros como Brad Pitt, Christian Bale, Ryan Gosling e Steve Carell nos papéis principais. Adam McKay, de filmes como “Homem Formiga” e “O Âncora” escreveu o roteiro e também é o diretor do filme.

Os personagens do mercado
Assim como o livro, o trailer do filme indica que boa parte do foco ficará em torno das personalidades destes investidores tão heterodoxos, como Steve Eisman (Carrell), o autoproclamado Homem-Aranha do mercado e famoso pelos discursos explosivos contra os grandes players de Wall Street, ou Michael Burry (Bale), o médico antissocial com síndrome de Asperger que se tornou um gênio do mercado financeiro.

O longa é produzido pela Plan B, empresa de Brad Pitt, e que nos últimos anos realizou sucessos de crítica e público como “O homem que mudou o jogo” – também baseado em uma obra de Lewis -, “12 anos de escravidão” e “Selma”, que disputaram o Oscar deste ano. No Brasil, o romance de Lewis foi lançado pela editora Record com o título “A jogada do Século”.

Leia também:

Conheça a história de Warren Buffett, o maior investidor de todos os tempos

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Rodrigo Tolotti

Repórter de mercados do InfoMoney, escreve matérias sobre ações, câmbio, empresas, economia e política. Responsável pelo programa “Bloco Cripto” e outros assuntos relacionados à criptomoedas.

Leia também