Valor médio do décimo terceiro de 2010 é 14% maior frente ao de 2009

Segundo o Dieese, o valor médio do benefício passou de R$ 1.150,47 para R$ 1.310,96. Montante total aumentou 20%

SÃO PAULO – O valor médio do décimo terceiro salário que os brasileiros devem começar a receber neste ano é quase 14% maior que o valor recebido no ano passado. E o montante total a ser injetado na economia deve ser 20% maior que o injetado em 2009.

De acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (21) pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), os brasileiros devem receber cerca de R$ 102 bilhões, contra os R$ 85 bilhões registrados no ano passado.

O valor médio dos benefícios passou de R$ 1.150,47 para R$ 1.310,96. 

Benefícios dos formais aumentam 12,3%
O estudo mostra que os trabalhadores do mercado formal devem receber, em média, R$ 1.561,41 de décimo terceiro salário. O valor é 12,3% maior que o pago no ano passado, quando eles receberam R$ 1.390,25.

Dentro dessa categoria, os trabalhadores domésticos com carteira assinada receberão 16,22% mais que o ano passado. Neste ano, devem ser pagos R$ 657,37 de benefício. Em 2009, esse valor era de R$ 565,61.

Considerando os benefícios dos aposentados e pensionistas, o valor médio alcança os R$ 1.078,34 neste ano e registra um aumento de 14,28% frente ao pago em 2009, quando o benefício médio somava os R$ 943,54.

74 milhões de beneficiários
Ao todo, cerca de 74 milhões de brasileiros devem receber o benefício. O número é 5,85% maior que o total de beneficiários de 2009.

O Dieese estima que 4,9 milhões de pessoas passarão a receber o benefício por terem requerido aposentadoria ou pensão ou se incorporado ao mercado de trabalho ou ainda formalizado o vínculo empregatício.

“A retomada das contratações em ritmo mais vigoroso, em 2010, foi sem dúvida um elemento importante para que o conjunto de beneficiários do abono neste fim de ano tivesse um crescimento maior que o observado em 2009”, observaram os técnicos do Dieese.

PUBLICIDADE