Trabalhadores do setor aéreo estão em estado de greve

Os aeronautas e aeroviários buscam reajuste no piso salarial de 14%; Sindicato das Empresas Aeroviárias propõe 3% de reajuste

SÃO PAULO – Os trabalhadores do setor aéreo realizaram uma campanha salarial unificada, na último dia 1º, para garantir reajustes salariais para 2012. Durante a assembleias realizadas, os aeronautas e aeroviários aprovaram o estado de greve da categoria até o encerramento das negociações.

Segundo a Fentac (Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil), o estado de greve significa a aprovação prévia da categoria para paralisações e a deflagração de greve promovida pelos sindicatos das categorias.

Os trabalhadores irão se reunir em assembleia nos próximos dias 12 e 13 para negociar os reajustes e uma possível paralisação.

PUBLICIDADE

Negociações
Em busca de avanços na negociação com o Snea (Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias), os trabalhadores decidiram reduzir de 13% para 10% o índice de aumento salarial reivindicado.

Também foi reduzido o reajuste de 20% para 14% com relação ao piso salarial. Segundo a Fentac, o sindicato manteve a posição de 3% de reajuste.

O que diz a Snea
Segundo o sindicato, as empresas preveem prejuízos para o fim do ano e, por isso, mantêm a proposta de reajuste de 3%. O sindicato também lembrou que nos últimos 6 anos foi concedido aumento real de quase 9% aos trabalhadores da classe.