São Paulo: Construção Civil abrirá 52 mil vagas de trabalho até 2012, diz Fiesp

No período, o País contratará 3,5 milhões de trabalhadores. Deste total, 1,5 milhão de postos se concentram no estado

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Até 2012, o Brasil contratará 3,5 milhões de trabalhadores. Deste total, 1,5 milhão se concentram no estado de São Paulo, sendo que o setor da Construção Civil será responsável pela abertura de 52 mil vagas no período neste estado.

Os dados fazem parte de levantamento realizado pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), em seu site denominado de Capital Humano (www.fiesp.com.br/capitalhumano), que tem como objetivo mapear a demanda por mão-de-obra qualificada no estado paulista.

“Com o Capital Humano, saberemos onde está a demanda e a oferta”, explicou o presidente da Fiesp, Paulo Skaf.

Aprenda a investir na bolsa

Demanda por profissionais técnicos
O estudo destacou que, na Construção Civil, haverá procura por profissionais técnicos, como supervisores, instaladores, técnicos em construção civil, em telecomunicações e em segurança no trabalho. Confira abaixo a expectativa de abertura de novas vagas no estado de São Paulo até 2012:

PROFISSIONAIS TÉCNICOS – ESTADO DE SÃO PAULO
TÉCNICOS2008Geração de vagas – 2012
Supervisores da construção civil19.1442.550
Instaladores3.973527
Técnicos em construção civil (edificações)3.825509
Técnicos em telecomunicações3.737498
Técnicos em segurança do trabalho3.093413

Média salarial
Em relação à média salarial, a pesquisa revelou que, na Construção Civil, a projeção é R$ 1.310 até 2012. No mesmo período, a média salarial mais alta é a do setor industrial, com R$ 1.820, seguido pelo setor de Serviços, com R$ 1.699. Já a média do setor de Comércio é de R$ 1.120, enquanto a do setor Agropecuário é de R$ 838.