Reajuste do mínimo acima de R$ 540 depende de Lula ou Dilma

Na opinião de algumas lideranças da base aliada há margem para que o mínimo aumente mais que o previsto, chegando a R$ 550

SÃO PAULO – O relator da proposta de orçamento da União para 2011, Gim Argello, aguarda sinalização do governo federal para fazer, se for o caso, as alterações necessárias para viabilizar aumento maior do salário mínimo.

Segundo publicado pela Agência Brasil, qualquer reajuste do mínimo acima dos R$ 540 previstos no relatório preliminar da Comissão Mista de Orçamento dependerá de decisão política do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente eleita Dilma Roussef.

O Executivo deve definir o valor do mínimo até o início de dezembro.

PUBLICIDADE

Pode aumentar mais
Na opinião de algumas lideranças da base aliada, que tem conversado com as centrais sindicais, há margem para que o mínimo aumente mais que o previsto, chegando a R$ 550 em 2011.

Para isso, contudo, seria necessário remanejar cerca de R$ 3 bilhões e impor o reajuste por meio de medida provisória.