hora de rever conceitos?

Profissionais home office produzem mais que “workaholics” no escritório

Para o pesquisador, a razão mais óbvia para os profissionais produzirem mais em casa do que passar horas no trabalho é a satisfação em estar em um ambiente familiar

SÃO PAULO – Um estudo realizado pelo professor de economia da Universidade de Stanford, Nicholas Bloom, revelou que profissionais que trabalham de casa produzem muito mais do que profissionais que frequentemente ultrapassam a jornada de trabalho no escritório.

Durante nove meses, Bloom acompanhou profissionais norte-americanos que trabalham em casa e no escritório e comparou sua produtividade. Segundo a Forbes, ele descobriu que não apenas os que trabalham em casa produzem mais que aqueles no escritório, como essa produtividade extra se equivale a um dia a mais de trabalho para o “rato de escritório”.

Para o professor, a razão mais óbvia para os profissionais produzirem mais em casa é a satisfação em estar em um ambiente familiar. Mas também existem outros motivos que expliquem o resultado do estudo.

PUBLICIDADE

Um deles é que, em casa, o profissional se sente mais à vontade para descobrir e seguir os próprios hábitos de trabalho. Profissionais home office, por exemplo, podem ter uma rotina de trabalho que melhor se adeque ao seu estilo de vida – liberdade que nem sempre abrange profissionais de escritório, que precisam seguir diversas regras de horário, conduta e de vestimenta.