Poder de compra dos brasileiros aumenta para alguns tipos de computadores

Atualmente, é necessário 1,5 salário médio para comprar um notebook, enquanto em agosto de 2010 era preciso 1,8 salário

SÃO PAULO – O poder de compra dos brasileiros para adquirir notebooks, netbooks e all in one PCs (computadores que possuem a torre e o monitor integrados) melhorou nos últimos oito meses.

De acordo com dados da pesquisa realizada pela Marco Consultora, atualmente é necessário 1,5 salário médio para comprar um notebook no Brasil, enquanto em agosto de 2010 era preciso 1,8 salário.

Entretanto, de acordo com o levantamento, realizado na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e México, os preços dos produtos praticados no Brasil são os mais altos da América Latina.

PUBLICIDADE

Um notebook aqui, por exemplo, tem preço médio de US$ 1.434. Já na Colômbia o mesmo notebook custa US$ 931. Já um all in one PC sai por US$ 1.110 no Brasil, e no México, por US$ 808. O netbook, que no Brasil custa US$ 711, custa US$ 443 na Colômbia.

“Apesar dos maiores preços, atualmente já é vantajoso comprar eletrônicos no Brasil. Isso porque a diferença de valor entre comprar no exterior e comprar aqui é muito pequena, se levarmos em conta a taxa de importação a ser paga, o manual do produto, que não será em português, e a assistência técnica, válida somente no país da compra”, afirma o consultor sênior da Marco Consultora , Henrique de Campos Junior.

Salários
Ainda de acordo com a pesquisa, o Brasil possui o segundo melhor salário médio entre os países analisados, de US$ 969, atrás apenas do Chile, que possui salário médio de US$ 995.

A Colômbia e a Argentina, por sua vez, possuem salários médios bem inferiores, US$ 557 e US$ 558, respectivamente. O México possui salário médio de US$ 627.