Planejamento para 2012 deve começar já, alerta especialista

"Mesmo que você não saiba o valor exato das contas, é perfeitamente possível definir quais serão os gastos", diz

SÃO PAULO – O planejamento financeiro para o ano de 2012 deve começar desde já, segundo alerta do palestrante, educador financeiro e autor do livro “A Receita do Bolo”, Mauro Calil.

De acordo com ele, para começar o planejamento basta listar quanto se ganha e quanto se gasta durante o ano, considerando as contas do dia a dia, como luz, água, telefone, mensalidade escolar, entre outras, e os gastos que ocorrem anualmente, a exemplo do Natal, aniversário e dias comemorativos, como o Dia das Mães.

“Mesmo que você não saiba o valor exato das contas, é perfeitamente possível definir quais serão os gastos e dimensionar os recursos (…) Todo ano tem dia das Crianças. Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia dos Namorados e Natal também ocorrem anualmente. Basta fazer a programação de quanto você pode gastar em presente em cada um destes eventos recorrentes”, afirma.

PUBLICIDADE

Investimentos
No geral, aconselha Calil, todos os ganhos e gastos devem ser colocados em uma planilha, sendo que nos ganhos também devem ser considerados, além do salário mensal, o valor recebido de 13º salário.

O educador financeiro aconselha ainda que sejam reservados de 15% a 30% para investimentos, sendo que o restante deve ser utilizado para o pagamento das contas, incluindo neste montante os gastos esporádicos e com lazer.

“Costumo dizer que, indiferentemente da profissão ou da renda, o ideal é seguir a regra dos 70-30, ou seja, do total de ganhos, 70% devem ser reservados para as contas e 30% para os investimentos (…) Se os seus gastos somam mais que 70% do salário, reserve 15% ou 20% para esta finalidade (investir). O importante é que este montante seja colocado em algum investimento”, finaliza.