Número de empregos com carteira assinada passa de 1,8 milhão, segundo Caged

Em outubro de 2007, foram criados 205.260 empregos formais no País, maior saldo já registrado no mês

SÃO PAULO – Nos dez primeiros meses de 2007, o número de empregos com carteira assinada atingiu 1.812.252, resultado inferior apenas ao do acumulado entre janeiro e outubro de 2004 (+1.796.347 postos).

Em outubro de 2007, foram criados 205.260 empregos formais no País, maior saldo já registrado nesse mês, e que supera em 75 mil postos o melhor resultado anterior, também de 2004 (+130.194), de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Crescimento em todos os setores

Na análise mensal, o setor de Serviços, com acréscimo de 67.751 postos se destacou como dinamizador do emprego com carteira assinada em outubro de 2007.

PUBLICIDADE

Em seguida, com o segundo melhor resultado do mês para o período, aparece o setor de Comércio, com 63.773 oportunidades de trabalho, seguido pelo setor de Indústria de Transformação, com 60.034 vagas.

Cabe lembrar que o setor de Construção Civil obteve o incremento de 21.685 postos, sendo que todos os resultados dos setores foram recordes no mês de outubro.

Análise regional

A expansão de emprego foi generalizada nas Grandes Regiões, segundo os dados do Caged. As que mais se destacaram no mês em análise foram a Sudeste (+103.534 postos) e a Sul (+49.676 empregos).

Levando em consideração as unidades da Federação, São Paulo registrou o maior número de vagas criadas (+73.118), seguido de Rio Grande do Sul (+20.118).

Região Metropolitana

O emprego cresceu em todas as principais áreas metropolitanas, com elevação total de 205.260 ocupações formais, um recorde para o mês de outubro na série do Caged.