Número de acidentes de trabalho cresceu 13,4% entre 2007 e 2008

Com isso, segundo secretário da Previdência, Helmut Schwartz, gastos com benefícios alcançarão R$ 12 bilhões neste ano

SÃO PAULO – O número de acidentes de trabalho aumentou 13,4% em 2008, na comparação com 2007. De acordo com a Previdência Social, no ano passado ocorreram 747.663 acidentes, contra 659.523 de 2007. Com isso, até o final deste ano, o órgão projeta gastos de R$ 12 bilhões devido a acidentes e doenças ocupacionais. 

Segundo afirmou à Agência Brasil o secretário de Políticas de Previdência Social, Helmut Schwartz, o aumento do número de acidentes ocorreu por conta da implantação de nova metodologia, segundo a qual os benefícios da Previdência são concedidos agora sem a entrega do CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho) pelas empresas.

“Em função disso, foi necessário criar uma nova categoria de acidente de trabalho, denominada acidente de trabalho sem CAT”, explicou Schwartz. Segundo ele, em 2008, 61.287 acidentes entraram nesta categoria.

PUBLICIDADE

Realidade
De acordo com a Previdência, a adoção de registrar acidentes sem o CAT “vem contribuindo para melhorar a compreensão da realidade dos acidentes de trabalho, pois é uma nova fonte de informação sobre a quantidade de acidentes ocorridos no país”.

Para o secretário, houve avanços nas políticas voltadas ao tema. Porém, ele ressalta que ainda há muito o que fazer nesse sentido, principalmente pelas empresas, trabalhadores e pelo próprio governo. “É necessário que todos repensem os processos de produção e invistam mais em capacitação e dispositivos de segurança modernos”, afirmou, por meio de nota. 

Apesar do aumento do número de acidentes, as concessões de benefícios de auxílio doença devem ser reduzidas, por conta das mudanças no gerenciamento da perícia médica realizada pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Sudeste registrou maior número de acidentes
De acordo com o Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho 2008, divulgado na última terça-feira (15) pela Previdência, na região Sudeste ocorreu o maior número de acidentes no ano passado, 411.290. O número responde por 55% de todos os acidentes registrados no País em 2008. 

Em segundo lugar no ranking ficou a região Sul, onde ocorreram 170.990 acidentes, seguida das regiões Nordeste (83.818), Centro-Oeste (51.994) e Norte (29.571). 

Considerando os estados, São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre ocuparam as três primeiras posições na lista das unidades federativas onde ocorreram os maiores números de acidentes – 64.685, 26.281 e 12.987, na ordem.