Micro e pequenas empresas criaram 74,5% das vagas de emprego em julho

Empresas com até quatro pessoas foram responsáveis por 68,6% dos postos de trabalho. No total, País gerou 181,7 mil vagas

SÃO PAULO – As MPEs (Micro e Pequenas Empresas) foram responsáveis pela criação de 74,5% dos 181.796 empregos com carteira assinada em julho.

As empresas com até quatro pessoas foram responsáveis por 68,6% dos postos de trabalho, o que representa 124,7 mil vagas do total, enquanto os pequenos empreendimentos, que empregam entre 20 e 99 funcionários, representaram 8,1%.

Já as microempresas com cinco a 19 trabalhadores tiveram saldo negativo de 2,2% do saldo total. As médias e grandes responderam por pouco mais de 25,5% dos postos de trabalho criados no período.

PUBLICIDADE

Os dados foram extraídos pelo Sebrae do balanço do Caged (Cadastro de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Emprego.

Análise por setor
Segundo a Agência Sebrae, as MPEs geram empregos principalmente no setor de serviços, que representou 23,8%, construção civil (20,1%) e indústria de transformação (14,5%).

“Ressalte-se que os saldos de empregos líquidos dessas empresas foram positivos em todos os demais setores”, afirma o analista de Políticas Públicas do Sebrae, Leonardo Mattar.

As pequenas empresas com 20 a 99 empregados geraram mais empregos na construção civil, com 3,8% de participação, seguida pela indústria de transformação, com 2,9%.

As maiores perdas das microempresas que empregam entre 5 e 19 trabalhadores ocorreram no comércio, com saldo negativo de 3,8%, um problema verificado pelo quarto mês consecutivo, segundo Mattar.