CONSTRUÇÃO CIVIL

Mão de obra ajuda a desacelerar custo da construção em dezembro, diz FGV

O indicador que mensura o impacto de preços na construção apresentou alta de 0,08%, contra um avanço de 0,44% em novembro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV)

arrow_forwardMais sobre

A estabilidade (0,00%) nos gastos com mão de obra na construção em dezembro foi a principal causa da desaceleração do Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-DI) no mês. Dentro do Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna, o indicador que mensura o impacto de preços na construção apresentou alta de 0,08%, contra um avanço de 0,44% em novembro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em novembro, a mão de obra tinha subido 0,46%. Já os custos com materiais, equipamentos e serviços passaram de alta de 0,42%, em novembro, para 0,18% em dezembro. No ano, o INCC-DI acumulou aumento de 6,95%, resultado da alta de 5,28% dos materiais e de 8,49% da mão de obra.