Mais de um terço dos brasileiros não tem condições de pagar suas dívidas

O valor da dívida média no oitavo mês do ano foi de R$ 4.189,68 ante R$ 4.433,65 em julho, segundo Ipea

SÃO PAULO – Cerca de um terço da população brasileira não tem condições de pagar suas dívidas. Do total, 37,9% disseram que não terão condições de pagar as contas em atraso. Os dados são do IEF (Índice de Expectativas das Famílias), divulgado nesta terça-feira (6) pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

Os dados mostraram que apenas 14,1% dos entrevistados acreditam que terão condições de honrar os compromissos, enquanto 46,6% responderam que conseguirão quitar parcialmente.

Por regiões, 21,1% das famílias do Centro-Oeste declararam ter capacidade de pagar totalmente suas dívidas, ao passo que no Sudeste e Norte está concentrada a maior parcela dos que dizem não poder pagar seus débitos, de 46,1% e 40,3%, respectivamente.

PUBLICIDADE

Valor das dívidas
No que diz respeito ao valor médio da dívida dos brasileiros, este caiu 5,50% em agosto, na comparação com julho, ao passar de R$ 4.433,65 para R$ 4.189,68.

Frente a agosto de 2010, quando o índice começou a ser publicado, houve queda de 22,79%, uma vez que, no oitavo mês do ano passado, a dívida média do brasileiro estava em R$ 5.426,59.

Peso da dívida
Em relação ao peso da dívida no orçamento das famílias, em 20,2% dos casos, ela representa entre metade e toda a renda mensal e, em 21,1%, de uma vez até o dobro do valor da renda. Em 19,2% dos casos, porém, ela representa de duas a cinco vezes a renda mensal.

Os dados mostraram ainda que, em 16,9% dos casos, as dívidas representam mais de cinco vezes a renda mensal e, em 22%, até metade da renda da família.