Lula diz que caberá a Dilma promover qualquer alteração no valor do mínimo

Afirmação foi feita nesta segunda-feira e diz respeito ao valor previsto no Orçamento para 2011, aprovado pelo Congresso

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Caberá à presidenta eleita, Dilma Roussef, a decisão de promover qualquer alteração no valor do salário mínimo de R$ 540.

A afirmação foi feita nesta segunda-feira (27), pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e diz respeito ao valor previsto no Orçamento para 2011, aprovado na semana passada pelo Congresso Nacional.

“Se houver mudança, a Dilma é que fará em janeiro”, disse Lula durante café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto. O salário mínimo atualmente vigente no País é de R$ 510.

Aprenda a investir na bolsa

Sindicatos
Pressionado pelas centrais sindicais, o presidente afirmou, segundo a Agência Brasil, que o reajuste do mínimo foi acordado entre todas as partes interessadas. “Os sindicalistas não podem fazer um acordo que só vale quando for para ganhar mais”.

O atual modelo de cálculo de reajuste do salário mínimo leva em conta a correção anual pela inflação, assim como o percentual de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) do ano anterior.

A reivindicação das centrais é de uma correção diferenciada para 2011, já que, em 2009, em razão dos efeitos da crise financeira, o crescimento do PIB foi praticamente nulo.

“É importante olhar para o ano que vem que vamos ter um crescimento do PIB de 8% e uma inflação de 5%, o que dará um reajuste de 13%”, disse Lula.