Janeiro deste ano é o segundo melhor na criação de emprego formal

Foram 105.468 postos, resultado 0,38% maior com relação a dezembro do ano passado. O melhor janeiro foi o de 2005

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em janeiro foram criadas 105.468 vagas de emprego com carteira assinada no Brasil, resultado 0,38% maior com relação a dezembro do ano passado. Em número absolutos, esse foi o segundo melhor resultado para o período da série da pesquisa, menor apenas que janeiro de 2005 (115.972).

Segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgado nesta quarta-feira (28), nos últimos 12 meses foram abertas 1.247.536 novas oportunidades de trabalho.

Setores da economia

Os destaques foram para três atividades: Comércio, Indústria de Transformação e Agropecuária.

Aprenda a investir na bolsa

No primeiro mês do ano, o setor de Serviços respondeu pela geração de 47.315 postos de trabalho. A Indústria de Transformação gerou 39.118 empregos.

Já a Agropecuária gerou 17.239 postos. A sazonalidade negativa associada ao final do ciclo de cana-de-açúcar foi superada pela agricultura permanente do Centro-Sul.

Por fim, a Construção Civil assinou 11.708 carteiras, contra uma perda de 9.899 vagas formais do Comércio.

Análise regional

A pesquisa revela, ainda, que as elevações no nível de emprego ocorreram nas regiões Sudeste (68.425 postos), Sul (38.173) e Centro-Oeste (22.006). Já as regiões Nordeste (-22.265), e Norte (-871) tiveram queda.

Os Estados brasileiros que apresentaram os melhores desempenhos em janeiro foram: São Paulo (59.172 postos), Rio Grande do Sul (14.920 vagas) e Santa Catarina (14.389 empregos).