Interior gera 79 mil vagas em maio e supera áreas metropolitanas

De acordo com dados do Caged, as áreas metropolitanas apresentaram um saldo positivo de 34 mil postos de trabalho

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – “O Interior segue em um bom ritmo de crescimento”, comemora o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, diante dos resultados de geração de emprego apresentados pela região. Segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), a empregabilidade no interior do País apresentou expansão de 0,68% em maio, com relação a abril, com saldo positivo de 79.218 vagas.

Esse resultado mostra que a região supera as áreas metropolitanas na geração de empregos formais. No total, as regiões metropolitanas apresentaram um saldo positivo de 34.202 postos de trabalho, um incremento de 0,26% frente a abril.

O setor agrícola foi o que impulsionou o incremento de postos de trabalho na região. “O setor agrícola gerou 52.927 vagas e a grande contribuição proveniente da cadeia sucroalcooleira da região centro-sul do país”, analisou o ministro.

Interior de Minas se saiu melhor

Aprenda a investir na bolsa

Entre as regiões, o interior de Minas Gerais foi o que mais se destacou no quinto mês do ano. A região gerou 32.621 novas vagas, seguida pelo interior de São Paulo, com 31.472 postos de trabalho.

O interior do Paraná vem logo atrás por conta da geração de 7.574 vagas, seguido pelo interior da Bahia, com 7.090 postos de trabalho, de Pernambuco, onde 3.572 postos de trabalho foram gerados e do Rio de Janeiro, com 3.297 novos postos de trabalho.

No Brasil

De acordo com dados do Caged, em maio, o emprego formal cresceu 0,41%. Foram criados no período 131.557 postos de trabalho. Este é o melhor resultado mensal deste ano e é a quarta alta consecutiva.

Foram extintos 1,217 milhão de postos de trabalho no quinto mês do ano, enquanto que outros 1,348 milhão foram criados, registrando um saldo positivo de 131.557 vagas.